Maioria das viagens dos portugueses é dentro do país e de carro

O carro foi o meio de eleição para os portugueses que decidiram viajar, em 2017, uma tendência também sentida no resto da União Europeia. O destino situava-se, grande parte das vezes, no próprio país.

Na União Europeia, os portugueses são dos que mais recorrem ao carro na altura de viajar. Também estão entre os cidadãos da UE que optam mais frequentemente por destinos dentro do próprio país, sendo que 89% das viagens feitas em 2017 foram domésticas, uma tendência também sentida na vizinha Espanha.

Os portugueses fizeram 17.474 viagens de trabalho ou férias em 2017, para locais onde passaram, em média, quatro noites, revelam os dados do Eurostat. Só aproximadamente 10% das viagens foram para o estrangeiro, uma percentagem abaixo da média europeia, que mostra que mais de um quarto das viagens dos cidadãos da UE foram para fora do país.

A maior parte dos portugueses, 89%, escolheu viajar por terra, num valor acima da média europeia, de 80%. O carro foi o meio de eleição, mas também houve quem escolhesse comboio, 3,3%, ou autocarro, 4,6%. Só na Eslovénia é que mais pessoas optaram pelo carro do que em Portugal.

Já em França e na Alemanha, apesar de o automóvel também ser o meio preferido, um em cada sete turistas viajaram por comboio. Por outro lado, em países como o Reino Unido, Irlanda ou Luxemburgo, quase metade dos cidadãos preferiram viajar de avião.

Principais meios de transporte por país para viagens feitas por residentes da UE.Eurostat

No que diz respeito ao sítio escolhido para passar a noite durante as viagens, mais de metade das dormidas dos residentes da UE foram em alojamento arrendado, a maioria em hotéis. Cerca de 6% dos turistas optou pelo campismo, enquanto 17% escolheu outros tipos de alojamento, como pousadas da juventude ou apartamentos.

Comentários ({{ total }})

Maioria das viagens dos portugueses é dentro do país e de carro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião