Tesla já é líder nos carros elétricos em Portugal. Bate a Nissan

Chegada do Model 3 ao mercado fez disparar as vendas da marca norte-americana. No acumulado deste ano, foram matriculados 1.143 modelos da empresa de Elon Musk em Portugal.

A Tesla está a ser um sucesso de vendas no mercado nacional. Mês após mês, com a chegada do Model 3, tem vindo a registar centenas de novos veículos, chegando ao final de junho com mais de mil unidades vendidas, marca que permitiu à fabricante liderada por Elon Musk assumir a liderança entre os elétricos. Superou a Nissan.

A empresa norte-americana já tinha conseguido bater a fabricante nipónica num dos primeiros meses deste ano, voltando a repetir a proeza em junho. De acordo com os dados da AutoInforma, da ACAP, no último mês foram registados 432 Tesla, apresentando uma larga vantagem sobre a Renault e a Nissan, com pouco mais de uma centena de unidades, cada.

Com mais de 400 veículos que a marca norte-americana introduziu no mercado nacional, o saldo de vendas no acumulado do ano disparou. Entre janeiro e junho colocou em Portugal 1.143 veículos, um número que a colocou no primeiro lugar do pódio no que toca à venda de elétricos.

A Tesla, que tem na sua gama o Model 3, o Model S e o Model X, o SUV, passou as 1.049 unidades comercializadas pela Nissan, que ficou assim na segunda posição no ranking das vendas dos elétricos, à boleia do Leaf. A Renault, essencialmente à boleia do Zoe, contabiliza um total de 547 unidades vendidas este ano.

A marca de Elon Musk, que tem no Model 3 o seu modelo mais barato (a partir de 48.900 euros), veio acelerar ainda mais as vendas de automóveis 100% elétricos no mercado nacional, de tal forma que na primeira metade do ano foram vendidos 3.905 destes veículos que recorrem a baterias como fonte de energia. Este número compara com as 4.047 unidades vendidas no ano passado, mas na totalidade do ano.

Está a assistir-se a um forte crescimento nas vendas destes veículos, fenómeno para o qual tem contribuído a ajuda estatal atribuída a estes automóveis totalmente elétricos. O Governo aumentou, este ano, o valor do apoio a conceder na compra destes veículos, atribuindo cheques de um valor até 3.000 euros (2.250 euros para as empresas) para descontar na aquisição de modelos até aos 62.500 euros.

Inicialmente estava previsto que fossem entregues 1.000 “cheques” para estes veículos, mas tendo em conta que muitos dos pedidos feitos vieram de empresas, o valor previsto para apoiar a compra de modelos elétricos permitirá conceder mais destes “cheques”. No entanto, com todos os pedidos já feitos, nem todos os particulares ou empresas vão conseguir obter este benefício.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Tesla já é líder nos carros elétricos em Portugal. Bate a Nissan

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião