EDP Renováveis garante contrato de energia de 20 anos no Brasil

  • Lusa
  • 8 Julho 2019

Os projetos eólicos têm uma capacidade total de 126 megawatts (MW) e o início de operações deverá ocorrer em 2022.

A EDP Renováveis S.A. alcançou um acordo para um contrato de aquisição de energia de 20 anos para a venda de energia a ser gerada pelos parques eólicos Monte Verde VI e Boqueirão I-II, no Rio Grande do Norte, Brasil.

Segundo um comunicado da empresa enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os projetos eólicos têm uma capacidade total de 126 megawatts (MW) e o início de operações deverá ocorrer em 2022.

Atualmente, a EDP Renováveis (EDPR) tem 467 MW de tecnologia eólica onshore instalada no Brasil e, com este novo contrato, reforça a sua presença num mercado “com baixo perfil de risco”, através do estabelecimento de contratos a longo prazo, “com recursos renováveis atrativos e fortes perspetivas para o setor a médio e longo prazo”, refere a comunicação enviada à CMVM.

A EDPR tem atualmente mais de 1 gigawatt (GW) de projetos de energia eólica e solar em desenvolvimento, dos quais 0,2 GW têm início da operação previsto para 2021, 0,4 GW para 2022 e 0,5 GW até 2023, com todos os contratos de longo prazo assegurados.

Considerando o contrato de aquisição de energia (CAE) agora conseguido, a EDPR tem atualmente contratados 3,3 GW dos ~7 GW de capacidade global prevista para o período de 2019/22.

A EDPR registou lucros de 61 milhões de euros no primeiro trimestre de 2019, uma diminuição de 35 % em relação ao período homólogo de 2018.

As receitas da empresa, que tem sede em Madrid e está cotada na bolsa de Lisboa, totalizaram nos primeiros três meses do ano 521 milhões de euros, 1% menos do que um ano antes.

O lucro antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) totalizou 385 milhões de euros (mais 1% do que no primeiro trimestre de 2018).

A empresa, que tinha em 31 de março último 1.424 trabalhadores, mais 12 % do que um ano antes, revela que os custos financeiros líquidos aumentaram 80%, para 96 milhões de euros.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis garante contrato de energia de 20 anos no Brasil

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião