Quase dois terços dos trabalhadores recebem menos de mil euros

  • ECO
  • 8 Julho 2019

A grande maioria dos trabalhadores em Portugal aufere um vencimento entre os 600 e os 750 euros, já somado salário base, prémios, subsídios e outros complementos.

Em Portugal, quase dois terços dos cerca de 2,1 milhões de trabalhadores por conta de outrem recebem menos de mil euros de vencimento ao final do mês. De acordo com os últimos dados do Ministério do Trabalho, avançados pelo Correio da Manhã (acesso condicionado), no final de 2017, 1,3 milhões de pessoas recebiam um salário inferior a mil euros.

A grande maioria aufere um vencimento entre os 600 e os 750 euros, isto somando o salário base, prémios, subsídios e outros complementos. Nesta situação estão mais de 678 mil pessoas, representado a maior parcela na análise por escalões de vencimento. Seguem-se os trabalhadores por conta de outrem que recebem entre 750 a mil euros. Os números mostram que entram nesta fatia da força laboral mais de 515 mil trabalhadores.

O terceiro escalão que junta mais profissionais é aquele cujo ganho médio mensal se situa entre mil e 1.500 euros, onde estão representadas 390 mil pessoas. Entre os 1.500 e os 2.500 estão 235 mil trabalhadores por conta de outrem e só 19 mil têm um ganho médio mensal acima de cinco mil euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quase dois terços dos trabalhadores recebem menos de mil euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião