Siemens vai incubar soluções digitais no Porto

  • Fátima Castro
  • 9 Julho 2019

Incubadora de soluções digitais e laboratório para o desenvolvimento de soluções para edifícios inteligentes são as novas apostas da Siemens. 40% do volume de negócios e 44% dos clientes são do norte.

A Siemens Portugal inaugurou dois novos centros de apoio ao desenvolvimento de projetos nas áreas da digitalização e dos edifícios inteligentes, localizados nas suas instalações no Freixieiro, no distrito do Porto, que completam agora 25 anos.

O i-Experience Center 4.0 é uma incubadora de soluções digitais, que promove diversas iniciativas destinadas à modernização da indústria e o Solutions & Service Center é um laboratório aplicacional para o desenvolvimento e implementação de soluções inteligentes para edifícios -proteção contra incêndios, segurança, automação, eficiência energética, segurança da informação e monitorização dos mesmos.

A inauguração destes dois novos centros está incorporada na estratégia tecnológica da empresa, fazendo parte do plano de investimento global que a Siemens anunciou, no ano passado, de 25 milhões de euros dedicados à digitalização do país até 2020. Para além disso, a concretização deste i-Experience Center 4.0 é mais uma medida entregue pela empresa no âmbito do programa do governo Indústria 4.0.

O i-Experience Center 4.0 é uma incubadora de soluções digitais, que promove diversas iniciativas destinadas à modernização da indústria. Todo o processo de criação está assente em MindSphere, o sistema operativo aberto da Siemens para a Internet das Coisas, baseado na nuvem.Siemens Portugal

O objetivo é que este seja um espaço de co-criação que vai impulsionar as parcerias com empresas, academia e startups locais e disponibilizar tecnologia de simulação para que possam ser desenvolvidos projetos de valor acrescentado para o país. Para o presidente executivo da Siemens Portugal, Pedro Pires de Miranda, estes “centos de experimentação servem para reforçar a nossa proximidade com os nossos clientes finais mas também com os nossos parceiros”. Acrescenta que estas mesmas estruturas foram, o ano passado, inauguradas na sede da Siemens, em Alfragide, e por lá “já passaram dezenas de empresas e universidades”.

"A aposta no Freixieiro deve-se à importância que a região norte de Portugal tem para a Siemens.”

Pedro Pires de Miranda

Presidente executivo da Siemens Portugal

Para o presidente executivo da Siemens Portugal, a aposta no Freixieiro deve-se ao facto do norte do país ser uma “região muito industrializada” e uma zona que “respira saúde”. Em 2018, 44% dos clientes da Siemens Portugal eram do norte do país e cerca de 40% do volume de negócios da empresa veio de empresas do norte, de onde se destacam projetos na área da produção de energia. O lucro da Siemens Portugal mais do que duplicou no ano fiscal de 2018 aumentando 120,6% para 33,7 milhões de euros.

Atualmente emprega cerca de 2.500 profissionais e o presidente da Siemens Portugal destacou que a contratação de mais recursos humanos é uma certeza e que atualmente já estão abertas cerca de 250 novas vagas.

Comentários ({{ total }})

Siemens vai incubar soluções digitais no Porto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião