Manuel Pinho interrogado a 10 de setembro por suspeitas de corrupção

  • Fátima Castro
  • 12 Julho 2019

O Ministério Público quer ouvir Manuel Pinho no âmbito do caso EDP a 10 de setembro. Até ao dia de hoje nenhum dos outros arguidos foi notificado e este será o 1º interrogatório.

Manuel Pinho vai ser interrogado no dia 10 de setembro no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), por suspeitas de corrupção no âmbito do processo que está a decorrer envolvendo Manuel Pinho e a EDP, segundo avançou esta sexta-feira o Expresso.

O antigo ministro da economia e o seu advogado, Ricardo Sá Fernandes, já foram notificados para o interrogatório que está previsto para as 14h30. Se avançar será o primeiro interrogatório de um dos arguidos neste processo, uma vez, que até esta sexta-feira nenhum dos outros arguidos foi notificado, incluindo o presidente da EDP. António Mexia foi constituído arguido neste processo em junho de 2017. Segundo avança o Expresso, ainda não há nenhuma data definida para o interrogatório do presidente da EDP

Além do caso da EDP, os procuradores do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, estão a investigar também as ligações de Manuel Pinho ao Grupo Espírito Santo e eventuais trocas de favores entre o ex ministro e entidade bancária.

Fruto desta investigação, os antigos administradores da Herdade da Comporta, Carlos Beirão da Veiga e Carlos Cortês também vão ser ouvidos pela DCIAP dia 4 e 5 de setembro, respetivamente.

Comentários ({{ total }})

Manuel Pinho interrogado a 10 de setembro por suspeitas de corrupção

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião