Efacec emitiu 58 milhões de euros em obrigações para alongar prazos da dívida

Empresa financiou-se junto de investidores institucionais espanhóis e portugueses. Obrigações a cinco anos, que têm taxa fixa de 4,5%, vão negociar a partir da próxima semana em Madrid.

A Efacec Power Solutions emitiu 58 milhões de euros em dívida a cinco anos. As obrigações a cinco anos, que oferecem uma taxa fixa de 4,5% aos obrigacionistas, foi colocada exclusivamente junto de investidores institucionais e irá negociar no mercado alternativo de Madrid.

“A presente emissão permite à Efacec garantir as condições para o crescimento sustentado dos seus negócios nos diferentes mercados em que opera, bem como alongar a maturidade média da dívida financeira, refinanciar a dívida existente e diversificar as fontes de financiamento, utilizando um instrumento financeiro de desintermediação”, explicou a empresa em comunicado.

A emissão aconteceu esta sexta-feira e foi subscrita por investidores espanhóis (64%) e portugueses (36%). A agência de notação financeira espanhola Axesor atribuiu um rating BBB-, ou seja, um grau de investimento às obrigações da empresa liderada por Ângelo Ramalho e que tem como acionista maioritária a angolana Isabel dos Santos.

A Beka Finance e a Optimal Investments atuaram como joint coordinators e a Vieira de Almeida & Associados como assessor jurídico da operação. A empresas solicitou a admissão à negociação dos títulos no MARF – Mercado Alternativo Renta Fija – da BME – Bolsas y Mercados Españoles, a partir de 23 de julho.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Efacec emitiu 58 milhões de euros em obrigações para alongar prazos da dívida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião