Efacec ganha quatro centrais fotovoltaicas em Portugal

  • ECO
  • 11 Fevereiro 2019

A empresa liderada por Ângelo Ramalho ganhou o concurso para a construção de quatro centrais nos Açores, Famalicão, Guimarães e Beja. Projetos equivalem à plantação de 70 mil árvores.

A Efacec ganhou o concurso para a construção de quatro novas centrais fotovoltaicas em Portugal. As novas centrais vão dos Açores a Beja, passando por Vila Nova de Famalicão e Guimarães, anunciou a empresa em comunicado esta segunda-feira.

A empresa adianta que “os ganhos de sustentabilidade obtidos com estes novos projetos equivalem à plantação de cerca de 70 mil árvores e reforçam a já forte aposta da empresa em soluções que promovam sustentabilidade ambiental”.

Em Famalicão e Guimarães, as novas centrais fotovoltaicas terão uma capacidade de 1,43 MW e de 1 MW, respetivamente, e foram adjudicadas pela TMG Têxtil e TMG Automotive.

A Efacec destaca que “estes projetos vão evitar a emissão de 5.850 toneladas de CO2, o equivalente à plantação de 37 mil árvores, gerando ao mesmo tempo, energia para 1.409 habitações”.

Já na Ilha de Santa Maria, nos Açores, a nova central tem capacidade para 600 KW, e o objetivo é tornar a “ilha energeticamente mais independente”. Neste caso o concurso público internacional foi lançado pela EDA Renováveis e pretendia obter uma solução chave-na-mão. A nova infraestrutura vai abastecer 500 habitações, e previne a produção de 504 toneladas de CO2.

No caso do Alentejo, a central fotovoltaica de Moura com 1 MW, foi adjudicada à Efacec pela EDIA- Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva e irá permitir a distribuição de energia para 801 habitações. Neste caso, a redução da pegada ecológica vai evitar a emissão de 901 toneladas de CO2, o equivalente à plantação de cerca de 20 mil árvores.

A Efacec — que tem atualmente em pipeline projetos na Europa, América Latina e África — assume que tem como “vantagem competitiva o desenvolvimento de soluções chave-na-mão (EPC- Engineering, Procurement and Construction), com a possibilidade de incluir equipamentos fabricados in house, garantindo qualidade e fiabilidade nas soluções apresentadas”.

A empresa liderada por Ângelo Ramalho assume ainda que a “sustentabilidade é um dos pilares estratégicos para o desenvolvimento de soluções inovadoras”.

Comentários ({{ total }})

Efacec ganha quatro centrais fotovoltaicas em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião