Chineses juntam-se à Teixeira Duarte para desenvolver projeto em Oeiras

A Teixeira Duarte vendeu 50% da TDE - Empreendimentos Imobiliários à China Construction Portugal por 31,1 milhões de euros. A ideia é desenvolver um projeto imobiliário em Oeiras.

Os chineses continuam a aumentar a presença em Portugal. Desta vez foi a Teixeira Duarte que vendeu 50% de uma participada à China Construction Portugal, numa operação que ascendeu a 31,1 milhões de euros, revelou a empresa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Ficou, assim, criada uma parceira para o desenvolvimento de um projeto imobiliário em Oeiras.

“A Teixeira Duarte informa que celebrou com a CSCEC – China Construction Portugal — sociedade de direito português integrada no Grupo liderado pela China State Construction Engineering Corporation — uma parceria para o desenvolvimento de um projeto imobiliário em Oeiras”, lê-se no documento.

Essa parceria foi formalizada através de um contrato de venda de ações correspondentes a 50% do capital social da TDE – Empreendimentos Imobiliários, participada do Grupo Teixeira Duarte, revelou ao ECO fonte oficial da construtora portuguesa. Como refere o documento, a TDE era “há muito” proprietária dos terrenos onde irá nascer o projeto.

O projeto em causa será constituído por edifícios de escritórios, habitação e comércio, integrados num parque verde. A alienação destas ações, que aconteceu por 31,1 milhões de euros, deverá representar um impacto de cerca de 22,2 milhões de euros nos resultados da Teixeira Duarte.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Chineses juntam-se à Teixeira Duarte para desenvolver projeto em Oeiras

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião