Lisboa, Porto ou Oeiras? Saiba quais os municípios onde os rendimentos são mais elevados… e mais baixos

Percorrendo os cerca de 300 municípios de Portugal, as diferenças em termos de rendimentos anuais começam a acentuar-se, sobretudo à media que se caminha para norte.

Em Portugal, o valor mediano do rendimento bruto declarado deduzido do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) liquidado por sujeito passivo, em 2017, foi de 8.687 euros. Mas, percorrendo os cerca de 300 municípios do país, é possível concluir que as diferenças se acentuam, consoante se está no norte, no litoral ou no centro. Regra geral, quanto mais para norte e para o interior, mais baixos são os rendimentos.

Do município que tem os rendimentos mais elevados para o município onde os rendimentos são mais baixos, a diferença é superior a sete mil euros anuais. Falamos de Oeiras, onde o valor médio foi de 12.935 euros, e de Resende, onde o rendimento bruto declarado deduzido do IRS liquidado por sujeito passivo foi 5.481 euros.

De acordo com os dados publicados esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o distrito de Lisboa é, de facto, aquele que junta mais municípios no top 10 dos rendimentos mais elevados. Além de Oeiras, Lisboa, Cascais e Vila Franca de Xira registaram rendimentos superiores a dez mil euros. Já o distrito de Setúbal coloca dois municípios (Alcochete e Almada) neste ranking.

É de salientar, ainda, o Entroncamento (no distrito de Santarém), considerado o quarto município que possui o rendimento bruto declarado deduzido do IRS liquidado por sujeito passivo mais alto.

E, se a distribuição no top 10 dos rendimentos mais elevados já não é muito equitativa, no top 10 dos rendimentos mais baixos é menos ainda, estando concentrado em apenas três distritos: Viseu, Vila Real e Bragança. Aos dois primeiros pertencem, respetivamente, logo cinco e quatro municípios.

Veja os mapas e perceba onde é que se situam os rendimentos mais altos e os mais baixos do país:

Também há desigualdades dentro dos municípios

Nem só de município em município se notam as desigualdades entre rendimentos. Também dentro de cada município há diferenças e, em alguns casos, chegam a ser bastante significativas.

Em Oeiras — onde o rendimento bruto foi, em 2017, 12.212 euros — o valor médio daqueles que têm rendimentos brutos mais baixos situa-se nos 7.138 euros. Por outro lado, o número registado no grupo de pessoas com os rendimentos mais elevados foi de 23.824 euros. Uma diferença de mais de 16 mil euros dentro do mesmo município.

Já em Resende (5.481 euros), embora a desigualdade não seja tão expressiva, há rendimentos anuais de 2.777 euros e, ao mesmo tempo, de 9.528 euros.

Comentários ({{ total }})

Lisboa, Porto ou Oeiras? Saiba quais os municípios onde os rendimentos são mais elevados… e mais baixos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião