Google quer que todos os seus produtos tenham plástico reciclado

Para reduzir o impacto ambiental do seu negócio, a gigante tecnológica prometeu produzir os seus gadgets com plástico reciclado e reduzir totalmente as suas emissões de carbono.

A Google está empenhada em neutralizar as suas emissões de carbono, de modo a diminuir o impacto do seu negócio para o planeta. Para isso, a tecnológica liderada por Sundar Pichai anunciou que pretende, até 2022, passar a ter plástico reciclado em todos os seus aparelhos, desde smartphones a colunas inteligentes.

Esta nova meta, avançada esta segunda-feira por Anna Meegan, diretora de sustentabilidade da área de dispositivos e serviços da Google, em entrevista à Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês), coloca a empresa na corrida, juntamente com outras tecnológicas, que têm vindo a mostrar aos seus consumidores e governos que estão a reduzir o impacto ambiental da produção dos seus gadgets.

Um dos compromissos da gigante tecnológica é, até 2022, introduzir plástico reciclado em toda a sua palete de produtos, que vão desde smartphones, a assistente virtuais ou colunas inteligentes. Após atingir essa meta, a Google pretende, ainda, que 100% das suas entregas de hardware sejam neutras em termos de emissões de carbono.

Anna Meegan admite que “vai levar algum tempo” para que os progressos sejam visíveis, mas que o foco é, agora, a sustentabilidade. “Estamos, fundamentalmente, a procurar a sustentabilidade em tudo o que fazemos”, afirma a responsável desta área na Google.

Mas, na corrida às zero emissões de carbono, a Google já fez alguns progressos. De acordo com Anna Meegan, em 2018, as emissões de carbono da empresa caíram 40% face ao ano anterior. Além disso, para compensar as emissões remanescentes, a empresa vai recorrer à compra de créditos de carbono.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Google quer que todos os seus produtos tenham plástico reciclado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião