Jerónimo Martins valoriza mais de 2% e puxa por Lisboa

A Jerónimo Martins é a cotada cujos títulos mais estão a valorizar esta manhã. E depois de cinco semanas difíceis, o BCP abriu em terreno positivo e já esteve mesmo a subir mais de 1%.

Depois de cinco semanas complicadas, o BCP arrancou a primeira sessão da semana em terreno positivo, puxando pela praça lisboeta. Em linha com a Europa, a bolsa nacional está em terreno positivo, com apenas uma das 18 cotadas nacionais abaixo da linha de água. As ações da Jerónimo Martins são as que mais somam, valorizando mais de 2%

O índice de referência nacional, o PSI-20, está a valorizar 0,55% para 4886,61 pontos. A mesma tendência está a ser registada nas demais praças do Velho Continente, com o Stoxx 600 a subir 0,37%, o italiano a avançar FTSE MIB 0,6%, o francês a somar CAC 40 0,89%, o alemão DAX a valorizar 0,9% e o espanhol IBEX a subir 0,47%.

Por cá, destaque para o banco de Miguel Maya, cujos títulos já chegaram a somar 1,05% para 0,211 euros; Valorizam agora 0,53% para 0,2099 euros. Isto depois de cinco semanas complicadas, com uma perda acumulada de quase 28% na bolsa de Lisboa. Este ciclo de quedas foi justificado não só pelas tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China, mas também pelas perspetivas de descida nos juros pelo Banco Central Europeu, o que poderia penalizar o setor.

Acima da linha de água, está também a Jerónimo Martins, cujas ações valorizam 2,21% para 14,79 euros. No mesmo setor, a Sonae sobe 0,31% para 0,809 euros.

Na energia, os títulos da EDP avançam 0,83% para 3,396 euros, os da EDP Renováveis somam 0,41% para 9,72 euros e os da Galp Energia valorizam 0,04% para 13,07 euros. No vermelho, está a REN, cujas ações recuam 0,20% para 2,5050 euros.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo Martins valoriza mais de 2% e puxa por Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião