Pharol afunda 13% em bolsa

A praça lisboeta arrancou a segunda sessão da semana no vermelho. A Pharol em queda abrupta com as ações a caírem 13%, devido à vontade do BCP se desfazer dos 10% que tem na empresa.

As ações do BCP continuam a derrapar. O banco liderado por Miguel Maya está a registar um dos piores desempenho em bolsa no arranque da segunda sessão da semana, pressionando a praça nacional. Em linha com a Europa, Lisboa arrancou em terreno negativo, com apenas duas das 18 cotadas nacionais a negociar acima da linha de água.

Desde 17 de julho que as ações do banco de Miguel Maya têm registado um ciclo negativo, motivado pela perspetiva de que o Banco Central Europeu desça os juros e pelos receios de uma recessão global por causa da guerra comercial e cambial entre os EUA e a China. A essas pressões juntou-se, na segunda-feira, uma outra: o BCP deverá ficar com os quase 10% da Pharol que pertenciam à High Bridge. Tudo somado, os títulos do BCP estão a desvalorizar 1,72% para 0,1945 euros. A protagonizar o pior desempenho desta manhã está a Pharol, cujas ações caem 13,14% para 0,1216 euros, porque com a intenção do BCP vender a posição que detém na empresa liderada por Palha da Silva, o mercado pode ficar inundado de ações correspondente aos 10% que eram da High Bridge, o que pressiona em baixa os valores do título.

A pressionar a praça lisboeta está ainda o setor do retalho, com os títulos da Sonae a perder 0,44% para 0,7935 euros e os da Jerónimo Martins a desvalorizar 0,55% para 14,355 euros.

No verde, destaque para a EDP, cujos títulos somam 0,3% para 3,383 euros, e para a Mota Engil, cujas ações sobem 0,59% para 1,693 euros. Na energia, a EDP Renováveis está presa na linha de água e as ações da Galp Energia perdem 0,16% para 12,81 euros.

O índice de referência nacional está, assim, em terreno negativo. O PSI-20 desvaloriza 0,47% para 4.773,72 pontos, ficando em linha com as demais praças do Velho Continente. O Stoxx 600 recua 0,2%, o francês CAC 40 desvaloriza 0,5%, o espanhol IBEX cai 0,5% e o alemão DAX desce 0,4%.

Comentários ({{ total }})

Pharol afunda 13% em bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião