“Se houver negociações a greve será suspensa, se não houver a greve mantém-se”, dizem motoristas

O presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) diz que a greve será suspensa caso haja negociações. Caso contrário, a greve vai manter-se.

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) está preparado para suspender a greve até à madrugada de segunda-feira, caso haja negociações com a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários (Antram). À porta do Ministério das Infraestruturas, o presidente do SNMMP alerta que, caso não haja negociações, a greve será retomada às 00h01 de segunda-feira.

“As boas notícias são que finalmente vamos ver se há condições para negociar e, aparentemente, essas condições já foram criadas”, começou por dizer Francisco São Bento, presidente do SNMMP, em declarações aos jornalistas. Acompanhado pelo advogado Pedro Pardal Henriques e por Bruno Fialho, recente mediador, afirmou que o convite foi feito pelo ministro Pedro Nuno Santos.

“A greve é suspensa a partir do momento em que iniciem as negociações”, afirmou, acrescentando que isso acontecerá depois de ser verificado que estão reunidas “todas as partes necessárias para que haja negociação”.

Aí, disse, “será levantado o período de greve” até ao plenário de domingo. Depois, explicou, “consoante a confirmação de haver ou não um acordo — pois quem irá decidir a aceitação do acordo serão os nossos associados — será feito o levantamento da greve. Caso não haja aceitação por parte dos nossos associados, na segunda-feira, a partir das 00h01″ será retomada a greve.

Questionado pelos jornalistas sobre a não comparência da Antram neste encontro no ministério, dado que apenas o Governo estará presente, Francisco São Bento disse esperar que “isto seja uma negociação”, uma vez que foram chamados nesse sentido. “Se não houver negociação, a greve mantém-se”, repetiu.

(Notícia atualizada às 16h38 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Se houver negociações a greve será suspensa, se não houver a greve mantém-se”, dizem motoristas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião