Merkel garante estar preparada para qualquer desfecho do Brexit

A chanceler alemã e o primeiro-ministro britânico vai reunir-se na quarta-feira. Boris Johnson estará pronto para informar Merkel que o parlamento não conseguirá travar o Brexit.

A chanceler alemã Angela Merkel e o primeiro-ministro britânico Boris Johnson vão encontrar-se na próxima quarta-feira para discutir os planos do Reino Unido de abandonar a União Europeia. Citada pela Reuters (conteúdo em inglês), Merkel garante que Berlim está pronta para uma saída sem acordo. Declarações que surgem no dia em que se soube que Downing Street antecipa um cenário de caos em caso de hard brexit.

De acordo com a agência noticiosa, Boris Johnson pretende convencer os líderes europeus a reabrir as negociações relativas ao Brexit ou, em contrapartida, enfrentar as consequências de uma saída abrupta por parte do seu segundo maior membro a 31 de outubro. Sem um acordo que permita mitigar os impactos económicos de tal movimento, os governos e empresas europeias antecipam que possa gerar fortes perturbações.

“Ficamos contentes com todas as visitar, e precisamos de conversar e de encontrar boas soluções”, afirmou a chanceler citada pela Reuters. “Estamos preparados para qualquer resultado, mesmo que não consigamos um acordo. Mas, em todos os casos, farei um esforço para encontrar soluções – até o último dia de negociações”, garantiu, acrescentado acreditar que será “sempre melhor uma saída com acordo do que sem um”. “Mas se isso não for possível, estaremos igualmente preparados para a alternativa.”

Já antes, o porta-voz da chancelaria Steffen Seibert, tinha dado conta de que “esta questão não se negoceia de forma bilateral” entre Londres e cada um dos Estados-membros, “porque o que o Reino Unido pretende é abandonar a União Europeia”. “A UE são 27 Estados que se mantêm unidos, que têm uma postura comum, um rumo comum e uma linha comum em relação ao ‘Brexit’”, acrescentou, referindo que “todos [os 27] lamentam” a saída do Reino Unido.

O jornal britânico TheSunday Telegraph, que deu este domingo a conhecer o plano de contingência do governo britânico, avança que Boris Johnson está pronto a dizer a Merkel que o Parlamento britânico não conseguirá travar a saída. Também hoje foi conhecida uma carta dos deputados britânicos pedindo ao primeiro-ministro que cancele as férias parlamentares e que chame os deputados para que estes possam ficar a par dos trabalhos do executivo.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Merkel garante estar preparada para qualquer desfecho do Brexit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião