BBVA Seguros à venda, mas ainda sem ofertas vinculativas

  • ECO Seguros
  • 8 Setembro 2019

A venda da maioria do capital da BBVA Seguros promete levar mais tempo do que o previsto pelo grupo financeiro espanhol. Allianz está bem posicionada.

As previsões apontavam para o fim do processo em março deste ano, mas até agora ainda não existiu nenhuma oferta vinculativa para a compra da maioria do capital da BBVA Seguros. De acordo com o El Confidencial, há três grupos seguradores mundiais – Allianz, Liberty e Generali – que já manifestaram interesse no negócio, mas nenhum avançou com uma oferta concreta.

As fontes consultadas pelo jornal espanhol admitem que a Allianz será o grupo com mais possibilidades de fazer um negócio avaliado em 2 mil milhões de euros, num cenário em que o BBVA venderá mais de 50% da sua posição. É que o grupo financeiro alemão, depois de ter recebido 936 milhões de euros para terminar a sua relação com o grupo Santander, tem “músculo” financeiro e precisa de canais de venda para os seus produtos.

Com a compra da Tranquilidade e da AdvanceCare em Portugal, por 600 milhões de euros, a Generali deverá desinteressar-se de uma eventual compra do negócio segurador do BBVA. A Liberty, que está em processo de centralizar em Madrid os negócios de Portugal, Espanha e Irlanda, também não deverá avançar. Quem não entrará na corrida será a Mapfre, que tem acordos com o Santander e o Bankia.

Sem dar indicações expressas sobre a causa, o certo é que a BBVA Re, braço ressegurador da companhia, acabou de mudar para Espanha a sua sede estabelecida na Irlanda desde 2000.

O BBVA é o 13º maior grupo segurador ibérico, 11º de Espanha, com 1663 milhões de euros de prémios emitidos em 2018.

Comentários ({{ total }})

BBVA Seguros à venda, mas ainda sem ofertas vinculativas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião