Sporting com prejuízos de quase 8 milhões. Passivo aumenta

  • Lusa
  • 9 Setembro 2019

Passivo global da SAD aumentou em 42,256 milhões de euros, sendo que os capitais próprios se mantêm negativos, no valor de 23,604 milhões de euros.

A Sporting SAD fechou a última época com prejuízos de 7,8 milhões de euros. Os resultados líquidos melhoraram face à temporada anterior, mas poderiam ter sido mesmo positivos sem as imparidades por causa de jogadores.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD liderada por Frederico Varandas revela que a “atividade da Sporting SAD gerou, em 2018/19, um resultado líquido negativo de 7,9 milhões de euros, que representa uma melhoria face ao exercício anterior de 12 milhões de euros”.

Contudo, a SAD leonina alega, no mesmo comunicado, que teria tido um resultado positivo de 700 mil euros caso não tivessem sido constituídas imparidades com os jogadores Alan Ruiz, Luc Castaignos, Josip Misic, André Pinto, Fredy Montero e Bruno Gaspar, que ascendem a um montante de 8,577 milhões de euros.

Em termos globais, o volume de negócios do exercício totalizou 151,6 milhões de euros, o que representa, de acordo com a SAD, um crescimento homólogo na ordem dos 20%, revela o comunicado enviado à CMVM.

Nas contas, regista-se ainda o aumento do passivo global da SAD leonina, sendo que os capitais próprios se mantêm negativos, no valor de 23,604 milhões de euros.

“No passivo há a destacar, o aumento do passivo global em cerca de 42.256 milhares de euros, explicado essencialmente pela operação de titularização de créditos realizada em Março de 2019 no montante de 65 milhões de euros”, refere a SAD.

As contas do exercício entre 30 de junho de 2018 e 30 de junho de 2019 serão submetidas a apreciação e votação em 1 de outubro, em Assembleia Geral de acionistas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sporting com prejuízos de quase 8 milhões. Passivo aumenta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião