Grupo Espírito Santo retira 630 milhões a clientes com contas no Dubai

  • ECO
  • 22 Setembro 2019

O Ministério Público da Suíça arrestou a conta bancária conjunta que Ricardo Salgado tem com a mulher no UBS no país. Valor ronda os 1,5 milhões de euros.

O antigo banco do Grupo Espírito Santo sediado no Dubai, o Espírito Santo Bankers Dubai, investiu 630 milhões de euros na compra de papel comercial da Rioforte e do Espírito Santo Bank Panamá, sem ter consultado os clientes, avança o Correio da Manhã (acesso pago). Dinheiro que os visados acabaram por perder tendo em conta que estas empresas do universo Espírito Santo estão em processo de liquidação.

Foi a autoridade de supervisão do Dubai que comunicou ao Ministério Público português que os clientes em causa têm créditos de 700 milhões de dólares (cerca de 630 milhões de euros), revela o Correio da Manhã, e que o Espírito Santo Bankers Dubai terá acedido às contas dos clientes através de um instrumento de colocação fiduciária. Ou seja, o banco pode retirar dinheiro das contas dos clientes e aplicá-lo em produtos financeiros escolhidos pela própria instituição bancária, mediante uma remuneração predefinida para investimento do dinheiro.

A filial do GES no Dubai já foi identificada pelo Ministério Público como um dos intervenientes no alegado esquema fraudulento de financiamento do GES na sua área financeira, que terá envolvido o Banco Espírito Santo em Portugal, na altura presidido por Ricardo Salgado, o Banque Privée Espírito Santo (Suíça) e o Espírito Santo Bankers Dubai. O esquema passava por vender aos clientes das três instituições papel comercial das empresas do grupo sem revelar o o verdadeiro estado das contas das empresas emitentes do papel comercial.

O Correio da Manhã diz, também, que o Ministério Público da Suíça arrestou a conta bancária conjunta que Ricardo Salgado tem com a mulher no UBS no país, que ronda os 1,5 milhões de euros. A conta terá sido bloqueada em 2015 no âmbito de um processo-crime aberto na Suíça relacionado com o colapso financeiro do GES, em 2014.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Grupo Espírito Santo retira 630 milhões a clientes com contas no Dubai

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião