CMVM vai nomear auditor independente na OPA da Cofina à TVI

Regulador do mercado revelou esta terça-feira que vai nomear um auditor independente para fixar um preço a pagar pela Cofina por cada ação na OPA à Media Capital, a dona da TVI.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) anunciou esta terça-feira que vai nomear um auditor independente para determinar o preço a pagar pela Cofina CFN 2,05% na Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Media Capital MCP 0,00% , a dona da TVI, um negócio avaliado em 255 milhões de euros.

A Cofina informou no passado sábado que chegou a um acordo com a Prisa para comprar a sua posição de 94% na Media Capital ao preço de 2,1322 euros por ação. Relativamente às restantes ações que não estão nas mãos do grupo espanhol, a Cofina propõe-se a pagar uma contrapartida de 2,336 euros numa OPA que será obrigatória uma vez que passará a deter mais de 50% do outro grupo de media.

O regulador, contudo, diz que o preço a pagar aos pequenos investidores terá de ser fixado por um auditor independente. Isto porque a Media Capital apresenta uma liquidez na bolsa muito reduzida e isso impede que se possa calcular o valor “equitativo” da contrapartida da OPA à luz das regras do mercado, segundo explicou a CMVM num conjunto de perguntas e respostas sobre a operação publicadas hoje no seu site.

O regime aplicável diz que a contrapartida não pode ser inferior ao mais elevado dos seguintes montantes:

a) O maior preço pago pelo oferente ou por pessoas consigo relacionadas pela aquisição de valores mobiliários da mesma categoria, nos seis meses imediatamente anteriores à data da publicação do anúncio preliminar da oferta;

b) O preço médio ponderado desses valores mobiliários apurado em mercado regulamentado durante o mesmo período.

Porém, diz a CMVM, “considerando que, em função do free float e da tendência da negociação nos últimos meses, as ações da Media Capital apresentam uma reduzida liquidez, e que o negócio celebrado entre a Cofina e a Prisa, com vista à aquisição de ações visadas pela oferta, tem natureza particular, não é possível recorrer a estes valores de referência para determinar a contrapartida“.

E, “como tal, e em conformidade com o regime legal aplicável, a CMVM irá nomear um auditor independente que determinará a contrapartida a pagar pela Cofina“.

O regulador sublinha que, se o auditor independente vier a fixar um valor inferior ao que está a ser oferecido pela Cofina, “deverá prevalecer o valor de 2,3336 euros anunciado pelo oferente no anúncio preliminar”.

As ações da Media Capital seguem nos 2,48 euros, não tendo ainda negociado após o anúncio da oferta de aquisição do rival. Já a Cofina valoriza 0,39% para 0,5120 euros.

(Notícia atualizada às 16h06)

Comentários ({{ total }})

CMVM vai nomear auditor independente na OPA da Cofina à TVI

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião