Economia espanhola cresce 0,4% no segundo trimestre

  • ECO e Lusa
  • 30 Setembro 2019

De acordo com o INE espanhol, este crescimento foi ajudado pelo dinamismo do setor externo, com as exportações a crescerem 1,7% e as importações 0,9%. A inflação anual baixou 0,1%.

A economia espanhola cresceu 0,4% no segundo trimestre de 2019, uma décima menos do que nos primeiros três meses, explicado pela debilidade do consumo interno e do investimento das empresas, segundo o Instituto Nacional de Estatística espanhol. Este é o terceiro trimestre consecutivo de abrandamento.

Em termos homólogos, a economia também registou um abrandamento ao crescer 2%, face ao segundo trimestre de 2018. Nos primeiros três meses do ano, a economia tinha crescido 2,2%. Este é o ritmo de crescimento mais baixo dos últimos três anos. Em Espanha, tal como em Portugal, o INE reviu a série estatística do PIB, mas ao contrário do que aconteceu ao indicador nacional que foi revisto em alta, em Espanha a revisão ditou uma redução do ritmo de crescimento.

PIB abranda no segundo trimrestre

Fonte: INE, valores em percentagem, variação trimestral

A desaceleração do crescimento resultou de um abrandamento do consumo, que apenas cresceu 0,1%, ou seja, menos duas décimas do que no trimestre anterior, isto porque houve uma estagnação do consumo das famílias e redução do ritmo de crescimento da despesa pública. Por outro lado, a procura interna cresceu 0,1% no segundo trimestre do corrente ano em relação ao anterior.

Segundo o organismo responsável pelas estatísticas espanholas, o crescimento económico foi ajudado pelo dinamismo do setor externo, com as exportações a crescerem 1,7% e as importações 0,9%.

O emprego, medido em postos de trabalho equivalentes a tempo inteiro, cresceu 0,5%, uma décima menos do que no primeiro trimestre do ano. Na indústria, o emprego cresceu 1,4%, mais quatro décimas do que no trimestre anterior, enquanto na construção houve uma quebra do emprego de 5,2 pontos para os 5%. Nos serviços, o emprego aumentou uma décima, em termos homólogos, parta os 2,7%, e na agricultura houve uma quebra de 1,6%, com a descida de 1,2 pontos percentuais face ao trimestre anterior.

Inflação anual em Espanha é a menor dos últimos três anos

No que toca ao Índice de Preços no Consumidor (IPC), Espanha registou em setembro um aumento anual de 0,1%, menos uma décima do que em agosto, ficando no valor mais baixo dos últimos três anos.

De acordo com uma estimativa preliminar do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) espanhol publicada esta segunda-feira, a evolução dos preços é explicada principalmente pela diminuição do preço da eletricidade este ano, depois da subida verificada em 2018.

No que diz respeito à evolução mensal do nível de preços, os dados preliminares indicam que estes se mantêm inalterados.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Economia espanhola cresce 0,4% no segundo trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião