Hoje nas notícias: Geringonça 2.0, futebol e Tancos

  • ECO
  • 9 Outubro 2019

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

Os esforços de António Costa para conseguir uma nova geringonça 2.0 voltam a estar nas primeiras páginas dos jornais, dia em que é noticiado que os socialistas só terão como hipótese para um acordo formal escrito o Bloco de Esquerda. Os empresários apelam ainda a estabilidade e menos impostos ao novo Governo. Fora da esfera política, destaque para o adiamento até março do prazo para uma resposta às impugnações às listas de credores do BES. É dado conta ainda que o diretor da PJ foi alertado no dia da descoberta das armas de Tancos de que os militares estariam a mentir. O futebol também é notícia, perante a constituição de uma equipa especial de procuradores para investigar 12 processos de futebol.

Impugnações às listas de credores do BES só terão resposta em março

Os credores do Banco Espírito Santo (BES) que impugnaram as listas de credores reconhecidos e não reconhecidos vão ter de esperar até março do próximo ano para terem uma resposta às suas reclamações. O juiz responsável pelo processo de insolvência do BES concedeu uma prorrogação de 180 dias do prazo para resposta às impugnações das listas de credores do banco. Tal acontece depois de a comissão liquidatária do banco falido ter pedido para adiar o prazo de resposta às impugnações, que são mais de duas mil.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso pago).

Equipa especial investiga 12 processos de futebol

Foi criada uma equipa especial pelo Ministério Público composta por duas procuradoras e uma procuradora-adjunta, encarregues de investigar em exclusivo o desporto. Esta investigação especial está a proceder a diligências que têm origem em casos das comarcas de Braga, Lisboa, Porto, Coimbra e Santa Maria da Feira, adianta o Jornal de Notícias. Estão a ser investigados e-mails, jogos e dirigentes.

Leia a notícia completa no Jornal de Notícias (acesso pago).

Diretor da PJ alertado no dia da descoberta das armas de Tancos que militares estariam a mentir

O diretor da Polícia Judiciária, Luís Neves, foi alertado por um coronel da Guarda Nacional República no dia em que armas de Tancos terão sido encontradas de que os militares que reportaram a descoberta estariam a mentir, notícia o jornal Público. O coronel da GNR também foi constituído arguido no processo de Tancos. Luís Neves ainda não era na altura diretor da PJ, mas já era um dos principais responsáveis desta polícia.

Leia a notícia completa no Público (acesso pago).

Costa só tem Bloco de Esquerda para acordo escrito à esquerda

No dia em que António Costa, já indigitado primeiro-ministro, inicia as conversas com os partidos tendo em vista um acordo de incidência parlamentar para legislatura, o Diário de Notícias dá conta de que os socialistas só terão como hipótese para um acordo formal escrito o Bloco de Esquerda, isto depois de o PCP ter decidido não repetir a geringonça da legislatura que agora acabou, e de o Livre e o PAN terem recusado entrar num acordo semelhante.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias (acesso pago).

Empresários pedem estabilidade e menos impostos ao novo Governo

Os empresários querem que o novo Governo reduza os impostos que as empresas têm de pagar, nomeadamente a taxa de IRC — uma medida proposta pela direita, mas que o Governo de António Costa tem rejeitado –, e pedem estabilidade na solução governativa que for encontrada nas negociações entre o PS e os partidos à esquerda, de acordo com o Jornal de Negócios, que foi ouvir a opinião de 12 empresários e responsáveis de associações empresariais.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso condicionado).

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Geringonça 2.0, futebol e Tancos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião