Fundador da Malo Clinic afastado da empresa

  • ECO
  • 10 Outubro 2019

Paulo Malo deixou de ter qualquer vínculo ao grupo de medicina dentária que fundou há 24 anos. Terá sido afastado depois do "perdão" de dívida de 40 milhões de euros, após a venda ao fundo Atena.

O fundador da Malo Clinic deixou de ter qualquer vínculo com a empresa. Mais de duas décadas depois de ter fundado o grupo de medicina dentária, Paulo Malo terá sido afastado da companhia, avançou o Jornal de Negócios (acesso pago).

Segundo o jornal, Paulo Malo já não tinha funções em Portugal. Nos últimos anos, tem vindo a exercer a sua atividade a nível internacional. Desta forma, a responsabilidade clínica no grupo já era assegurada por um comité médico baseado em Portugal, e assim deverá continuar a ser após o afastamento do fundador.

A quebra do que restava do vínculo de Paulo Malo com a Malo Clinic foi comunicada aos colaboradores esta quinta-feira. Acontece depois da venda do grupo ao fundo Atena Equity Partners, numa altura em que a empresa conseguiu um perdão de dívida no valor de 40 milhões de euros ao abrigo de um Processo Especial de Revitalização (PER). A maior “fatia”, de 25 milhões, era devida ao Novo Banco.

A operação deixou o grupo, até aqui com um passivo de 67,5 milhões, a dever 27 milhões de euros. Trata-se de um haircut na ordem dos 60%, que fez o Estado português perder 30 milhões de euros em créditos relativos ao grupo.

Comentários ({{ total }})

Fundador da Malo Clinic afastado da empresa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião