“Ubers” geram mais de três mil empresas desde janeiro

  • Lusa
  • 10 Outubro 2019

Nasceram, até 30 de setembro, 3.209 empresas com atividade relacionada com o setor dos TVDE, o que representa um crescimento de 120% face a igual período do ano passado.

O setor do transporte ocasional de passageiros em veículos ligeiros gerou mais de três mil empresas nos primeiros nove meses de 2019, representando um crescimento de 120% face ao período homologo, foi divulgado esta quinta-feira.

De acordo com um barómetro da consultora Informa ao setor dos Transporte de Passageiros em Viaturas Ligeiras Descaracterizados (TVDE) nasceram, até 30 de setembro, 3.209 empresas, o que representa um crescimento de 120% face a igual período do ano passado.

Esta subida, refere o Barómetro, coincide com a promulgação da Lei 45/2018 que regula a atividade de transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataformas eletrónicas.

O distrito de Lisboa regista o crescimento mais significativo destas novas empresas, embora o mesmo se tenha vindo a alargar a outros distritos como o Porto, Setúbal e Faro.

Em 2018, ano em que foi alcançado o valor máximo na constituição de novas empresas em Portugal, de acordo com a consultora, os maiores crescimentos tinham-se verificado nos setores do alojamento e restauração e nas atividades imobiliárias.

Até final do terceiro trimestre deste ano, estes dois setores viram nascer menos novas empresas que no período homólogo, com reduções de -4,9% nas Atividades imobiliárias e de -0,2% no Alojamento e restauração.

A descida neste setor deve-se sobretudo à queda no subsetor do ‘alojamento de curta duração’, já que a restauração e restante hotelaria regista uma subida em novas empresas, ainda que ligeira.

De acordo com a consultora, esta dinâmica empreendedora tem contribuído para um “tecido empresarial pulverizado”, com uma “enorme quantidade de empresas muito pequenas”, com as sociedades unipessoais a representarem nos nove primeiros meses do ano 2019 mais de metade das novas empresas.

Em Portugal operam atualmente quatro destas plataformas internacionais, que ligam motoristas de veículos descaracterizados e utilizadores, através de uma aplicação online descarregada para o telemóvel – as estrangeiras Uber, Cabify, Bolt e Kapten.

Segundo a lei 45/2018, o início da atividade de operador de TVDE está sujeito a licenciamento do Instituto da Mobilidade e dos Transportes, licença essa que será válida por 10 anos.

Para ser parceiro e poder ter automóveis ao serviço das plataformas, é obrigatório constituir uma empresa, pois a lei só permite a atividade a “pessoas coletivas”.

Comentários ({{ total }})

“Ubers” geram mais de três mil empresas desde janeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião