Sonae quer desporto a gerar mil milhões de receitas a nível internacional

Sport Zone, JD, Sprinter e size? têm apresentado um forte crescimento. A Sonae quer mais. Vê as receitas quase duplicarem nos próximos anos.

A Sonae quer ainda mais do negócio internacional de vestuário desportivo. Depois de um forte crescimento nos últimos anos, a empresa liderada por Cláudia Azevedo acredita que há margem para gerar mais receitas, apontando como meta a fasquia dos mil milhões de euros através de cinco centenas de lojas das várias marcas que detém.

A Iberian Sports Retail Group (ISGR), que resulta de uma parceria entre a Sonae e a JD Sprinter, é já a segunda maior retalhista de vestuário desportivo no mercado ibérico, apresentando uma quota de 11%. Conseguiu, no ano passado, alcançar receitas de 600 milhões de euros, mas vai faturar ainda mais nos próximos anos.

Sport Zone, JD, Sprinter e size? têm, em conjunto, 345 lojas, sendo o objetivo da Sonae chegar às 500 unidades nos próximos anos. E devem permitir à ISGR chegar a mil milhões de euros de receitas a médio prazo.

Em termos de EBITDA, a Sonae prevê alcançar a fasquia dos 100 milhões de euros. No primeiro semestre, e comparando com a primeira metade do ano passado, os resultados operacionais desta unidade de negócio da retalhista apresentou um crescimento de 13%.

Comentários ({{ total }})

Sonae quer desporto a gerar mil milhões de receitas a nível internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião