Ascendi cobra portagens em atraso na A25 em operação stop da GNR

  • ECO
  • 15 Outubro 2019

Depois da polémica operação stop de cobrança de impostos, GNR e Ascendi fazem operação em Vilar Formoso para cobrar portagens em atraso, avança a SIC.

Depois da polémica operação stop de cobrança de impostos, a GNR esteve esta terça-feira na estrada a ajudar a cobrar portagens em atraso aos automobilistas. De acordo com a SIC Notícias, a operação decorreu numa área de serviço próxima de Vilar Formoso, na Guarda.

Os agentes da Guarda Nacional Republicana (GNR) colocaram um radar na estrada, no sentido Guarda – Vilar Formoso e, mais à frente, desviaram o trânsito para a área de serviço localizada a cerca de dez quilómetros da antiga fronteira.

Se tudo indicava que se tratava de uma operação stop para controlo de velocidade, quando os condutores eram parados o cenário mudava. A brigada de fiscalização da Ascendi, que detém a concessão da A25, aproveitou esta fiscalização para cobrar aos automobilistas dívidas por pagar em portagens.

No local, a SIC tentou falar com um agente da Ascendi, que recusou prestar declarações, referindo apenas que a operação estava a ser coordenada com com a GNR. Contudo, o comando da GNR rejeitou qualquer coordenação.

Esta ação surge depois da polémica “operação stop” realizada em maio pelo Fisco com apoio da GNR, na qual os inspetores mandavam parar condutores com dívidas ao Estado numa rotunda em Valongo. Na sequência dessa ação, considerada abusiva, uma das novidades introduzidas no funcionamento da Autoridade Tributária (AT) foi que as grandes inspeções do Fisco vão passar a exigir validação dos serviços centrais que estão sedeados em Lisboa.

Comentários ({{ total }})

Ascendi cobra portagens em atraso na A25 em operação stop da GNR

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião