Joacine Katar Moreira: “O meu olhar não é o das minorias, é o da igualdade”

  • ECO
  • 30 Outubro 2019

Em entrevista ao Público, a deputada anuncia que a primeira iniciativa do Livre no Parlamento será a proposta de trasladação do corpo de Aristides de Sousa Mendes para o Panteão Nacional.

Doutorada em Assuntos Africanos e ativista anti-racismo, Joacine Katar Moreira chega ao Parlamento como deputada do Livre. Em entrevista ao Público (acesso condicionado), afirma que irá representar as minorias na Assembleia, mas também maiorias, nomeadamente com situação económica mais débil.

“Sou alguém que representa efetivamente imensas minorias, mas também represento imensas maiorias, como as que não têm uma situação económico-financeira minimamente estável, com ordenados miseráveis, com imensas dificuldades em sobreviver. O meu olhar não é o das minorias, é o da igualdade, da exigência, da dignidade para qualquer indivíduo“, disse Joacine Katar Moreira.

A deputada considera que que não faz parte de nenhuma elite pois apesar de ter um doutoramento, nunca teve um emprego associado à elite intelectual. Clarifica que é investigadora, mas sem qualquer remuneração tal como “a maioria” dos investigadores que começou com bolsa, mas após o fim do financiamento do doutoramento, não conseguiu emprego.

A defesa da igualdade — sem a qual defende que não é possível ter liberdade — é uma das bandeiras do Livre. E o partido já sabe qual será a sua primeira iniciativa no Parlamento: propor a transladação, para o Panteão Nacional, do cônsul português em França, Aristides de Sousa Mendes, que contrariou ordens de António de Oliveira Salazar para permitir a entrada em Portugal de refugiados que fugiam ao nazismo.

“A designação oficial é: projeto de resolução para a trasladação do corpo de Aristides de Sousa Mendes para o Panteão Nacional, enquanto homem que desafiou a ideologia fascista para acolher refugiados, salvá-los e dar-lhes dignidade. Este homem não pode continuar a ser secundarizado historicamente e esta medida é por nós considerada urgente“, acrescentou Joacine Katar Moreira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Joacine Katar Moreira: “O meu olhar não é o das minorias, é o da igualdade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião