Imigrantes contribuem com 750 milhões para os cofres da Segurança Social

  • ECO
  • 31 Outubro 2019

5,6% dos postos de trabalho registados na Segurança Social são já ocupados por imigrantes, que contribuem com cerca de 750 milhões de euros por ano para os cofres da Segurança Social.

O número de imigrantes a trabalhar em Portugal e a descontar para a Segurança Social está em máximos de uma década. De acordo com os dados mais recentes disponíveis, de junho do ano passado, havia 193.663 empregos ocupados por estrangeiros com descontos para a Segurança Social, avança esta quinta-feira o Jornal Económico (acesso pago).

Estes dados revelam que 5,6% dos postos de trabalho registados na Segurança Social são já ocupados por imigrantes, que contribuem com cerca de 750 milhões de euros por ano para os cofres da Previdência. Este valor é calculado partido do pressuposto que os imigrantes recebem salários 17% inferiores à média nacional, tal como demonstram os estudos do Banco de Portugal.

“Vários estudos indicam que o saldo para a Segurança Social de um imigrante – ou seja, a diferença entre o que contribui e o que recebe – é positivo”, sublinha João Cerejeira, professor de economia da Universidade do Minho especializado em mercado de trabalho, citado pelo Jornal Económico. “Num contexto de envelhecimento da população ativa portuguesa, mais imigrantes jovens é sinónimo de melhoria do nível de sustentabilidade da Segurança Social portuguesa, baseada num sistema de redistribuição dos ativos para os não ativos”, explica.

Mas o impacto positivo para os cofres do Estado ainda resulta das receitas de IRS. O aumento do nível de qualificações dos imigrantes que chegam a Portugal também poderá fazer pressupor que têm salários mais elevados, logo descontos também superiores. Entre o primeiro semestre de 2011 e o primeiro semestre de 2019, o peso da população estrangeira entre os 25 e os 64 anos com formação superior duplicou de 15% para 30%. Entre a população nacional essa percentagem passou de 17% para 26%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Imigrantes contribuem com 750 milhões para os cofres da Segurança Social

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião