PS aumenta vantagem. Eleitores reforçam pequenos partidos

  • ECO
  • 4 Novembro 2019

Se as eleições fossem hoje, o PS voltaria a ser o partido mais votado e com uma vantagem maior em relação ao PSD. E o Livre seria o pequeno partido com maior expressão.

Um mês depois da ida às urnas de 6 de outubro, o PS aumentou a vantagem em relação ao PSD, apesar de estarem ambos em queda, revela a sondagem realizada para o Correio da Manhã/Jornal de Negócios. As estrelas são, portanto, os pequenos partidos, com o PAN a ultrapassar mesmo o CDS. Entre os três partidos que conquistaram representação parlamentar pela primeira vez nestas legislativas, o Livre ganha popularidade e o Iniciativa Liberal perde terreno.

De acordo com a sondagem da Intercampus, o PS cai de 36,43% para 35,6%; o PSD recua de 27,76% para 24,8%; e a Iniciativa Liberal passa da fatia de 1,29% obtida a 6 de outubro para 0,8%. Estes são, de resto, os três únicos partidos a recuar.

Em sentido inverso, o PAN ganha destaque, chegando agora a 5,3%, valor que compara com os 3,32% conquistados nas legislativas. O partido de André Silva ultrapassa assim o CDS, que ainda assim sobe de 4,22% para 4,4%.

Entre os novos partidos com assento parlamentar, é o Livre de Joacine Katar Moreira o mais popular: sobe de 1,09% para 2,7%. O Chega de André Ventura atinge 2,5%, o que compara com os 1,29% obtidos a 6 de outubro.

Os partidos da ex-geringonça também melhoram, com o Bloco de Esquerda a subir de 9,52% para 10,7% e a CDU a atingir 6,9%, o que compara com os 6,33% das legislativas.

Esta sondagem baseou-se em trabalho de campo decorrido entre 22 e 28 de outubro. A amostra foi constituída por 604 entrevistas, com a seguinte distribuição proporcional: 288 a homens e 316 a mulheres; 132 a pessoas entre os 18 e os 34 anos, 219 entre os 35 e os 54 anos e 253 a pessoas com 55 ou mais anos; 230 no Norte, 140 no Centro, 163 em Lisboa, 45 no Alentejo e 26 no Algarve.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PS aumenta vantagem. Eleitores reforçam pequenos partidos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião