Segurança Social arrecada 27 milhões de euros com venda de prédios

  • ECO
  • 5 Novembro 2019

Em 2018, a Segurança Social ultrapassou a meta e ganhou 27,2 milhões de euros com rendas e vendas de património, revela o relatório de atividades do Instituto de Gestão Financeira.

No último ano, a Segurança Social arrecadou cerca de 27,2 milhões de euros entre rendas e vendas de património. Isto de acordo com o relatório de atividades do Instituto de Gestão Financeira, citado pelo Correio da Manhã, esta terça-feira. Para este ano, o organismo que gere o património imobiliário e financeiro fixou a meta nos 25 milhões de euros e, a dois meses do final de 2019, a Segurança Social tem à venda cinco imóveis, num valor que ultrapassa os 5,5 milhões de euros.

Em 2018, os resultados da rentabilização do património ultrapassaram os 25 milhões de euros inicialmente previstos, valor que foi novamente fixado como meta para este ano.

E a dois meses do final de 2019, a Segurança Social tem à venda cinco imóveis, num valor que ultrapassa os cinco milhões de euros. Além disso, estão disponíveis cinco imóveis para arrendar: quatro lojas (três as quais reservadas) e um apartamento em Lisboa, na zona de Belém (o valor-base proposta para a renda são 909 euros mensais).

De notar que estes rendimentos resultantes da venda de património são direcionados para o Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social, conhecido como a “almofada” que asseguraria o pagamento de pensões em caso de necessidades.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o FEFSS já ultrapassou o valor de 20 mil milhões de euros, permitindo cobrir o pagamento integral de 18,5 meses de pensões do regime previdencial, num “cenário teórico de total ausência de receita contributiva”.

Comentários ({{ total }})

Segurança Social arrecada 27 milhões de euros com venda de prédios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião