Estado dá incentivos fiscais a quatro empresas que vão criar 610 postos de trabalho

Panpor, Hutchinson Borrachas de Portugal, Eurostyle Systems Portugal e Bosch Termotecnologia são as quatro empresas que vão receber um crédito de imposto. Vão criar 610 novos postos de trabalho.

O Executivo decidiu esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, dar incentivos fiscais a quatro empresas pelos investimentos que estão a fazer no país e pela criação de postos de trabalho. Panpor – Produtos Alimentares, Hutchinson Borrachas de Portugal, Eurostyle Systems Portugal – Indústria de Plásticos e de Borracha e Bosch Termotecnologia foram as quatro selecionadas que se comprometem a investir mais de 68 milhões de euros e a criar 610 novos postos de trabalho até 2022.

“Tratando-se de projetos com particular interesse para a economia nacional – representam um investimento global superior a 68 milhões de euros, a criação de 610 novos postos de trabalho até 2022 e a manutenção dos atuais 1.591 empregos –, é atribuído às empresas promotoras um crédito a título de imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas”, pode ler-se no comunicado do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

Estas empresas também são beneficiárias de apoios europeus ao abrigo do Sistema de Incentivos. Por exemplo, a Panpor recebeu 2,84 milhões de euros do Sistema de Incentivos para criar, em Rio Maior, “uma nova nave industrial disruptiva a nível internacional, dotada de inovadoras técnicas de confeção de derivados de tartes, do primeiro processo industrial de confeção de pastelaria com massa brioche de larga escala e de novos paradigmas de manutenção preditiva e corretiva”. Em causa está um investimento global de 18,96 milhões de euros que deverá estar concluído até dezembro de 2020.

A Hutchinson candidatou-se a um apoio comunitário para aumentar a capacidade de produção da sua unidade em Campo Maior “correspondente a 13 milhões euros/ano e permite o fabrico de juntas de forma inovadoras principalmente direcionadas para o setor automóvel”. Em causa está um investimento de 12,97 milhões de euros, para o qual teve um apoio de 2,58 milhões, que deverá estar concluído até junho de 2020.

Por outro lado, a Bosch Termotecnologia tem a decorrer dois projetos de Scale-up com apoios europeus, sendo o mais avultado de 24,25 milhões de euros, para o qual teve um apoio de 5,14 milhões do Sistema de Incentivos, que deveriam estar concluídos em maio deste ano.

Do mesmo modo a Eurostyle Systems Portugal tem dois projetos em Viana do Castelo de inovação produtiva que ascendem a mais de 18 milhões euros e para os quais obtiveram um apoio comunitário superior a seis milhões de euros.

No Conselho de Ministro foi ainda feito um “aditamento ao contrato fiscal de investimento celebrado a 9 de julho de 2014”, com a 360 Steel Materials, que “prevê um crédito a título de imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Estado dá incentivos fiscais a quatro empresas que vão criar 610 postos de trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião