Lisboa regressa às quedas pressionada pela energia e pelo BCP

A praça lisboeta acompanhou o sentimento negativo sentido na Europa. O BCP, que caiu quase 1%, e o setor da energia penalizaram o índice de referência.

A bolsa nacional entrou nesta semana com o pé esquerdo. Depois de três sessões de ganhos, voltou às perdas, pressionada pela energia e pelo BCP, que caiu quase 1%. A praça lisboeta acompanhou assim a tendência negativa sentida no Velho Continente, numa altura em que se reacendem receios de um abrandamento do crescimento global.

O PSI-20 recuou 0,22% para os 5.161,51 pontos. Das 18 cotadas do índice de referência nacional, foram tantas as que terminaram a sessão em alta como as que terminaram em baixa. No entanto, as nove que ficaram em “terreno” vermelho pesaram mais nos pratos da balança.

Nas perdas, o destaque vai para o BCP, que caiu 0,87% para os 0,1935 euros. O setor da energia também pressionou. A Galp Energia deslizou 0,68% para os 14,51 euros, a EDP caiu 0,49% para os 3,66 euros e a EDP Renováveis perdeu 0,40% para os 10,04 euros.

Por outro lado, nos ganhos, destaque para a Altri, que subiu 0,70% para os 5,77 euros, e para a Sonae, que avançou 0,59% para os 0,9430 euros.

Pela Europa, preocupações com abrandamento do crescimento global voltaram a surgir, depois de uma queda nas exportações da China mostrar sinais de desaceleração na segunda maior economia do mundo. O Stoxx 600 caiu 0,24%, o alemão DAX recuou 0,45% e o francês CAC 40 desceu 0,58%. Já o britânico FTSE 100 terminou a sessão a cair 0,13%, na semana em que se irão realizar eleições legislativas.

Comentários ({{ total }})

Lisboa regressa às quedas pressionada pela energia e pelo BCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião