Petróleo dispara mais de 3% com ataque dos EUA contra o Irão. Ouro em máximos de quatro meses

Preço da matéria-prima está a reagir em alta ao ataque dos EUA a um aeroporto no Iraque que vitimou um general do Irão. Investidores receiam o escalar da tensão entre Washington e Teerão.

Petróleo e metais preciosos estão a disparar nos mercados internacionais. Depois de os EUA terem atacado um aeroporto no Iraque, vitimando um general do Irão, os preços destas matérias-primas aceleraram, com o petróleo a registar valorizações de mais de 3% tanto em Londres como nos EUA devido ao receio dos investidores quanto a um escalar da tensão entre Washington e Teerão.

O Brent, que serve de referência para as importações nacionais, está a reagir em alta, seguindo a valorizar 3,22% para 68,38 dólares, um máximo desde 17 de setembro. Nos EUA, o barril de West Texas Intermediate (WTI) regista uma subida de 3,06% para cotar nos 63,05 dólares, o valor mais elevado dos últimos sete meses.

Brent dispara com ataque dos EUA

Esta forte subida dos preços do petróleo, para máximos de vários meses, foi acompanhada de valorizações em ativos refúgio como o ouro, que ganha 1,15% para 1.546,70 dólares por onça, o valor mais elevado em quatro meses. Também a platina e o paládio seguem em alta. As valorizações refletem os receios dos investidores quanto a um agudizar do clima de tensão entre EUA e o Irão, depois do ataque ordenado por Donald Trump que matou Qassem Soleimani.

O Pentágono anunciou que foi o próprio presidente norte-americano a ordenar a morte do general iraniano. “Por ordem do Presidente, as forças armadas dos EUA tomaram medidas defensivas decisivas para proteger o pessoal norte-americano no estrangeiro, matando Qassem Soleimani”, diz.

Em reação ao ataque, o líder supremo do Irão prometeu uma “vingança implacável”. “Uma vingança implacável aguarda os criminosos que encheram as mãos com o seu sangue e o sangue de outros mártires, afirmou Ali Khamenei, indicou a agência de notícias France-Presse (AFP).

Já antes o chefe da diplomacia iraniana já tinha avisado que o ataque ordenado pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, constitui uma “escalada extremamente perigosa”. O ato de terrorismo internacional dos Estados Unidos (…) é extremamente perigoso e uma escalada imprudente” das tensões, afirmou Mohammad Javad Zarif.

(Notícia atualizada às 9h24 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo dispara mais de 3% com ataque dos EUA contra o Irão. Ouro em máximos de quatro meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião