EuroBic deixa de fazer negócios com a acionista Isabel dos Santos. Avança com auditoria às operações da Sonangol

O EuroBic anunciou esta segunda-feira que cortou a atividade comercial com as empresas de Isabel dos Santos, sua acionista. Além disso, vai fazer auditoria às operações da Sonangol.

O EuroBic anunciou esta segunda-feira que cortou toda a atividade comercial com empresas de Isabel dos Santos, sua principal acionista com 42,5% do capital do banco. Além disso, adiantou que vai fazer uma auditoria às operações relacionadas com a Sonangol.

Esta é a reação do banco liderado por Teixeira dos Santos, face à crescente pressão provocada pelas notícias do caso Luanda Leaks.

Poucos minutos depois de o EuroBic ter divulgado o comunicado, o Banco de Portugal também veio a público falar sobre o caso. O supervisor informou que pediu informações à instituição financeira sobre se agiu de acordo com as regras de branqueamento de capitais e repetiu que está a avaliar toda a nova informação em termos de idoneidade de Isabel dos Santos.

Em relação ao EuroBic, o conselho de administração reuniu esta segunda-feira e decidiu “encerrar a relação comercial com entidades controladas pelo universo da acionista Isabel dos Santos e pessoas estritamente relacionadas com a mesma”.

Mas não ficará por aqui. O banco vai avançar com uma auditoria às operações relacionadas com a petrolífera estatal angolana à offshore de Isabel dos Santos no Dubai, a Matter Business Solutions. Isto apesar de garantir que os pagamentos feitos pela Sonangol à offshore “respeitaram os procedimentos legais e regulamentares (…), designadamente os que se referem à prevenção do branqueamento de capitais”.

Acrescenta ainda que todo o processo referente sobre estas transferências da Sonangol será remetido ao Banco de Portugal.

Segundo o Expresso, a filha do antigo Presidente angolano terá feito com que a petrolífera Sonangol transferisse pelo menos 115 milhões de dólares de fundos públicos para a Matter Business Solutions.

Do dinheiro que terá ido parar ao Dubai ao longo da segunda metade de 2017, 57,8 milhões de dólares terão sido pagos em três transferências executadas a 16 de novembro de 2017, já depois de a empresária angolana ter sido demitida da presidência da Sonangol, a 15 de novembro. O banco de origem destas transferências: contas da Sonangol no EuroBic.

(Notícia atualizada às 19h04)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EuroBic deixa de fazer negócios com a acionista Isabel dos Santos. Avança com auditoria às operações da Sonangol

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião