Empresas apostam na expansão internacional. Economia mundial não preocupa

  • ECO
  • 25 Janeiro 2020

As Pequenas e Médias Empresas estão focadas em expandirem-se internacionalmente, não se mostrando preocupadas com a economia mundial, revela uma pesquisa.

A economia mundial não se está a mostrar um entrave para as empresas europeias, principalmente quando estas estão de olhos postos na expansão internacional. De acordo com uma pesquisa da Clearwater International, mais de metade das Pequenas e Médias Empresas (PME) portugueses estão a considerar entrar para novos mercados na Europa, um sentimento partilhado por outras empresas europeias.

Num universo de mais de duas mil PME, 52% planeia entrar em novos mercados este ano, apesar das preocupações generalizadas em relação à economia global, concluiu a pesquisa “Growth Europe“, que adianta ainda que 44% delas estão de olhos postos em mercados mais distantes. As empresas italianas são as mais otimistas, com 69% a planear entrar noutro país europeu, mas 53% das portuguesas também têm o mesmo objetivo.

Estes números mostram que fatores como as tensões comerciais, o Brexit e o abrandamento da economia mundial não estão a gerar assim tantas preocupações para o setor empresarial. Numa perspetiva de longo prazo, mais de metade das empresas (54%) olha para os próximos cinco a dez anos com expectativas “muito positivas”, enquanto 39% antevê um futuro “positivo”. Quanto às PME portuguesas, 42% classificaram as suas perspetivas a longo prazo como “muito positivas” e 51% como “positivas”.

Nessa ótica, mais de metade das empresas (52%) está a pensar contratar mais pessoal e investir em novos equipamentos, enquanto 62% acreditam que dispõem ainda de importantes capacidades de crescimento. Além disso, os três maiores desafios enfrentados pelas empresas nos próximos 12 meses — recrutar pessoal qualificado, manter a posição no mercado e encontrar novos clientes — “sugerem que estão confiantes, competitivas e robustas”.

“Os dados parecem indicar que as empresas olham para o futuro com otimismo relativo e um desejo de manter ou melhorar as suas posições atuais nos mercados. Se a sua confiança for acompanhada por um bom desempenho económico e financeiro, isso dará, sem dúvida, um impulso significativo à evolução da economia europeia“, diz Rui Miranda, partner da Clearwater International Portugal, citado em comunicado.

Comentários ({{ total }})

Empresas apostam na expansão internacional. Economia mundial não preocupa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião