Avaliação das casas atinge novo máximo. Está nos 1.321 euros por metro quadrado

Valor a que os bancos estão a avaliar os imóveis na altura da concessão de crédito para a compra subiu para 1.321 euros, em dezembro. Trata-se de um novo máximo de mais de uma década.

O preço a que os bancos avaliam as casas para efeito de concessão de crédito voltou a aumentar no último mês do ano passado, atingindo um novo máximo. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), o valor do metro quadrado subiu pelo 33.º mês consecutivo, fixando-se nos 1.321 euros, máximo de mais de uma década.

Entre novembro e dezembro ocorreu um aumento de nove euros (0,7%) no valor da avaliação bancária, sendo que se a comparação for feita com dezembro de 2018, verifica-se que o valor médio das avaliações cresceu 8,3%, ou o equivalente a mais 101 euros.

O valor médio da avaliação bancária das casas fixado no último mês de 2019 é o mais elevado do histórico do gabinete público de estatísticas, cujo início remonta a setembro de 2008. No saldo anual, em 2019 a avaliação média dos imóveis subiu 7,9% face ao ano anterior.

Evolução da avaliação das casas em 2019

Fonte: INE

2019 foi assim o quinto ano consecutivo em que os bancos aumentaram a avaliação que atribuem aos imóveis para efeitos de concessão de financiamento para a aquisição de casa, tendo acompanhado a evolução dos preços de vendas das casas em Portugal.

Avaliações no Algarve disparam num ano. Açores lideram crescimento no último mês do ano

O ritmo de subida da avaliação atribuída pelos bancos leva a que, por exemplo, um imóvel de 100 metros quadrados estivesse avaliado em dezembro em 132,1 mil euros, em média. Ou seja, mais 10.100 euros face há um ano antes.

A nível regional, a maior subida do valor médio dos imóveis no último mês do ano passado foi registada na Região Autónoma dos Açores: 2,3% acima do mês anterior, fixando-se nos 1.250 euros por metro quadrado. A única descida mensal foi observada na Região Autónoma da Madeira (-1,2%), para os 1.413 euros.

Em termos homólogos, todas as regiões do país apresentaram aumentos na avaliação bancária. Mas foi o Algarve onde se registou o maior incremento: 10%, para os 1.742 euros por metro quadrado, com a região mais a sul do país a manter-se na liderança da avaliação bancária, à frente da Área Metropolitana de Lisboa, onde no final de 2019 o preço do metro quadrado estava numa média de 1.639 euros. Já a Região Autónoma da Madeira apresentou o aumento homólogo mais curto — 5,4%, para os 1.413 euros — mas o suficiente para manter-se no terceiro posto das avaliações mais caras do país.

(Notícia atualizada às 11h28 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Avaliação das casas atinge novo máximo. Está nos 1.321 euros por metro quadrado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião