Portugueses são os que têm mais medo de comprar online

Segundo o Eurostat, 23% dos portugueses não fazem compras online por estarem receosos quanto à segurança dos pagamentos. Esta é a percentagem mais alta de toda a União Europeia, seguida por Espanha.

Se já fez compras online, certamente já ponderou se o site em que estava a inserir os seus dados bancários seria suficientemente seguro. No dia internacional da privacidade de dados, o Eurostat revela que os portugueses são aos cidadãos europeus que mais se preocupam com a segurança nos pagamentos online, seguidos dos vizinhos espanhóis.

Entre os 28 Estados-membros da União Europeia, 23% dos portugueses com idades compreendidas entre os 16 e os 74 anos dizem que não fizeram compras na internet nos últimos 12 meses por considerarem que a segurança no pagamento seria uma das suas principais preocupações, revelam os dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat.

Através da análise dos dados do gabinete de estatísticas europeu é possível verificar que os portugueses estão cada vez mais receosos quanto ao uso fraudulento do cartão, uma vez que a taxa de portugueses tem vindo a aumentar. Em 2009 era de 21%, em 2015 de 26% e em 2017 de 29%.

Percentagem de pessoas que não compraram online nos últimos 12 meses invocando preocupações na segurança dos pagamentosFonte: Eurostat

No que toca esta desconfiança, depois de Portugal, os espanhóis são os mais preocupados, com 16% dos inquiridos a revelarem as mesmas preocupações, seguidos dos húngaros, bem como dos finlandeses (ambos com 14%).

No polo oposto, os menos desconfiados quanto à segurança dos pagamentos são os estónios, com apenas 1% a admitir tais preocupações. Seguem-se os polacos e os dinamarqueses (ambos com 2%).

A segurança ou privacidade de pagamento é a maior preocupação enunciada pelos europeus, impedindo que 6% das pessoas de 16 a 74 anos comprassem ou encomendassem produtos pela Internet no ano passado. Já as preocupações relativas ao pagamento em segurança são a segunda barreira, seguida de falta de capacidade ou preocupações em receber ou devolver as mercadorias.

Em termos globais, entre vários Estados-membros da UE, a taxa de preocupação foi inferior a 10% em todos os países, à exceção de cinco: Portugal, Espanha, Hungria, Finlândia e Chipre.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugueses são os que têm mais medo de comprar online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião