Espanha faz mira ao cargo de Centeno no Eurogrupo

Espanha está a preparar-se para fazer mira à presidência do Eurogrupo. A vice-presidente dos Assuntos Económicos do Executivo de Sánchez deverá ser o nome lançado para substituir Mário Centeno.

Mário Centeno poderá vir a ter concorrência de “peso” para o cargo de presidente do Eurogrupo. O Governo Espanhol não esconde o desejo pelo cargo e a número dois do Executivo de Pedro Sánchez tem vindo a ganhar influência em Bruxelas.

Chama-se Nadia Calviño, é vice-presidente dos Assuntos Económicos do Executivo de Sánchez, socialista e trabalha de perto com a Comissão Europeia. Calviño é uma das claras favoritas para presidir ao Eurogrupo, que reúne os ministros da Economia e Finanças dos 19 países da União Europeia, avança o El País (acesso livre, conteúdo em espanhol).

O nome ainda corre apenas pelos círculos de Bruxelas e a decisão está dependente de Mário Centeno. Caso o ministro das Finanças português deixe o Governo terá que, consequentemente, abandonar o Eurogrupo.

Segundo o jornal espanhol, Mário Centeno tem sido criticado pela sua gestão, sobretudo entre os alemães. Em causa estará a forma de organização das reuniões, que para os alemães não é suficiente, mostrar-se claramente a favor de medidas que Berlim não apoiaria ou que tenha viajado pouco às capitais europeias para acertar assuntos.

Ao mesmo tempo, Calviño é conhecida pela sua organização, característica que poderá agradar aos alemães. Nesse sentido, a candidatura do número dois do Governo espanhol terá o apoio do ministro das Finanças alemão.

Certo é que Mário Centeno já anunciou que apenas decidirá relativamente à continuidade ou não na presidência do Eurogrupo, mas perto da data de fim de mandato, que termina a 13 de julho. A vice-presidente espanhola terá, assim, cerca de seis meses para se preparar.

Até lá é grande o jogo de cadeiras, já que a decisão sobre se Mário Centeno fica ou sai do Governo não estará desligada do calendário do Banco de Portugal. Em junho, Carlos Costa termina o mandato como governador do Banco de Portugal e Centeno já disse que não vê qualquer conflito de interesses em passar do Terreiro do Paço para a Rua do Ouro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Espanha faz mira ao cargo de Centeno no Eurogrupo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião