Grupo Super Bock aumenta salário mínimo pago aos trabalhadores para 735 euros

  • Lusa
  • 28 Janeiro 2020

Este é o segundo aumento do salário mínimo em dois anos, já que em 2018 a empresa pagava um mínimo de 675 euros aos trabalhadores.

O Grupo Super Bock vai aumentar o salário mínimo pago aos trabalhadores para 735 euros em 2020, um aumento de 5% face aos 700 euros pagos em 2019, foi esta terça-feira divulgado.

Em comunicado enviado à Lusa, o Grupo Super Bock (que inclui a cerveja homónima, a Carlsberg, as águas Vitalis e Pedras Salgadas ou o refrigerante Frutea) anunciou que a mudança tem efeitos a partir de 1 de janeiro deste ano. Segundo a empresa, trata-se do segundo aumento do salário mínimo em dois anos, já que em 2018 a empresa pagava um mínimo de 675 euros aos trabalhadores.

Atualmente, de acordo com dados da empresa, o Grupo Super Bock é composto por 1.300 trabalhadores, a maioria em Portugal, já que apenas 21 estão localizados no estrangeiro. Miguel Araújo, diretor de relações institucionais da empresa, afirmou, citado na nota, que o ordenado mínimo da empresa “tem evoluído consistentemente acima dos valores fixados pelo Governo”.

O salário mínimo nacional foi aumentado em 2020 para os 635 euros, uma subida face aos 600 em vigor em 2019.

Comentários ({{ total }})

Grupo Super Bock aumenta salário mínimo pago aos trabalhadores para 735 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião