“Eureka Shoes is disconnecting”. Empresa fecha todas as lojas em Portugal

É oficial, as 13 lojas da sapataria Eureka vão encerrar. Mas a fábrica de Vizela vai permanecer aberta, dedicada exclusivamente à componente industrial, revelou, ao ECO, o advogado de Alberto Sousa.

A Eureka Shoes, considerada uma das maiores empresas de calçado português, vai fechar as 13 lojas que tem em Portugal. “Eureka Shoes is disconnecting” é das poucas informações que ainda aparecem no site da empresa.

“A rede de lojas Eureka irá desconectar-se gradualmente a partir de hoje e durante as próximas semanas”, lê-se no site da empresa. O grupo detentor da Eureka chegou a contar com uma rede de 30 lojas próprias em Portugal e três franchisadas no estrangeiro.

A notícia foi divulgada esta terça-feira através de um comunicado no site da empresa. Izilda Garcia, chief corporate officer da Eureka, confirmou ao ECO que a empresa “vai fechar integralmente a sua rede de lojas”.

“Foi decisão da administração avançar com o encerramento integral de todas as restantes lojas do grupo. A verdade é que não há capacidade financeira no modelo atual da empresa para responder as necessidades que o retalho tem em termos financeiros”, explica, ao ECO, José Nogueira advogado do fundador da empresa, Alberto Sousa.

Foi decisão da administração avançar com o encerramento integral de todas as restantes lojas do grupo. A verdade é que não há capacidade financeira no modelo atual da empresa para responder as necessidades que o retalho tem em termos financeiros.

José Nogueira

Advogado do fundador

Em causa estão 32 postos de trabalho, mas, conforme assegura José Nogueira, “a empresa não teve de recorrer ao despedimento coletivo e a grande maioria dos trabalhadores conseguiu ser absorvido por outras empresas do grupo”. O advogado adiantou ainda que, do total de colaboradores, falta arranjar alternativa para aproximadamente uma dezena.

O advogado de Alberto Sousa garantiu que a fábrica de Vizela vai permanecer aberta e que “a empresa vai passar a dedicar-se exclusivamente à componente industrial e a privilegiar a sua matriz inicial”.

Foi em 2018 que a empresa fundada por Alberto Sousa começou a dar os primeiros sinais de alerta. Com uma dívida de 22 milhões de euros a 622 credores, a empresa entrou num Processo Especial de Revitalização (PER) no ano seguinte. “Dentro desse Processo Especial de Revitalização, entre várias medidas, uma implicava reduzir cerca de uma dezena de lojas”, explicou José Nogueira.

“A verdade é que o retalho é um autêntico negócio de capital intensivo e devido aos constrangimentos financeiros que a empresa passou foi tomada a decisão de fechar todas as lojas que não tinham contributo positivo para o EBITDA”, conta. “Estávamos convencidos que essa medida permitiria dar algum equilíbrio à Eureka. Todavia, o que se sucedeu é o que 2019 foi um ano que, quer na parte do consumo privado, quer na parte do calçado, começou a mostrar dificuldades. E as lojas Eureka, como já apresentavam alguma fragilidade, não tiveram desempenhos positivos”, explica o advogado.

A empresa deixou nas redes sociais uma mensagem de agradecimento. “O nosso profundo agradecimento a cada um de vocês, em especial a quem cuidou e manteve a chama acesa mesmo nos tempos mais revoltos ou desafiantes… A toda a massa humana que gere e mantém as lojas, aos Eureka Lovers mais genuínos, aos colaboradores que dedicaram a sua energia diariamente”.

“Neste momento, elevamos o sentimento de orgulho que temos pelo percurso que fizemos ao longo dos últimos dez anos na rede de lojas Eureka (…) “Queremos que façam esta despedida com um sorriso no rosto com a certeza de que a marca Eureka será sempre guardada no mais profundo espaço de cada um, lá aonde ficam só as coisas boas da vida, lá, bem no centro do coração”, escreve a empresa no Facebook.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Eureka Shoes is disconnecting”. Empresa fecha todas as lojas em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião