Governo sorteia primeiras casas com rendas acessíveis em Mangualde. Candidaturas arrancam hoje

Estão em Mangualde as primeiras 18 casas do Estado que vão ser colocadas no mercado com rendas acessíveis. Candidaturas terminam a 14 de fevereiro.

Arrancam esta segunda-feira as candidaturas ao primeiro concurso de rendas acessíveis do Governo, cujas casas serão atribuídas por sorteio. O primeiro lote conta com 18 habitações T2, T3 e T4, localizadas em Mangualde, no distrito de Viseu. Os interessados devem candidatar-se até sexta-feira, 14 de fevereiro, para terem a possibilidade de ter uma casa com renda entre os 215 e os 287 euros.

Depois do Programa de Arrendamento Acessível (PAA), que arrancou em julho do ano passado e prevê a colocação de imóveis de privados, o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) lança agora o primeiro concurso com imóveis do Estado (inserido no PAA).

Primeiro concurso por sorteio de rendas acessíveis do IHRU, em Mangualde.Google Maps

A iniciativa arranca, assim, esta segunda-feira, e destina-se a quem queira viver no interior do país, concretamente no concelho de Mangualde. O primeiro lote conta com 18 habitações localizadas nos números 2, 4 e 6 da Rua Dr. Alexandre Dias, cujas rendas variam entre os 215 e os 230 euros no caso de um T2, 252 euros no caso de um T3 e 287 euros para um T4, refere o Portal da Habitação.

Rendimento anual bruto do casal não pode exceder 45.000 euros

As candidaturas arrancam às 10h00 desta segunda-feira e terminam às 19h00 de sexta-feira, 14 de fevereiro. A lista de concorrentes admitidos será publicada “no prazo de dois dias úteis a contar da data do termo das candidaturas”. Mas, atenção, a candidatura — formulário e certificado — deve ser entregue presencialmente nas instalações do Centro de Inovação e Dinamização Empresarial de Mangualde (CIDEM) e os candidatos devem estar inscritos na Plataforma do Arrendamento Acessível.

Durante o período de candidaturas, os interessados podem ainda visitar os imóveis nos dias 11 (terça-feira) e 13 (quinta-feira), entre as 12h00 e as 16h00, mediante marcação (232 619 880 ou 968 527 210), refere o Portal da Habitação. Os futuros inquilinos terão um contrato de arrendamento com duração mínima de cinco anos, “sendo automaticamente renováveis por períodos sucessivos de três anos”.

Embora o processo de atribuição das habitações seja diferente, continua a haver critérios de admissão, e também relacionados com os rendimentos. No caso de o candidato ser apenas uma pessoa, o rendimento anual bruto não pode exceder 35.000 euros, nem os 45.000 euros no caso de um casal, refere o regulamento do concurso. A partir de duas pessoas, acresce 5.000 euros por cada membro do agregado.

Conforme se lê no Portal da Habitação, esta é a primeira iniciativa que o IHRU vai lançar este ano, para oferecer às pessoas casas com rendas mais acessíveis através do PAA. O PAA foi lançado há cerca de sete meses e, desde então, celebrou 117 contratos de arrendamento.

Comentários ({{ total }})

Governo sorteia primeiras casas com rendas acessíveis em Mangualde. Candidaturas arrancam hoje

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião