PPR do Bankinter foi o mais rentável em 2019

  • ECO Seguros
  • 10 Fevereiro 2020

Os cinco fundos de PPR com melhores resultados no ano passado estão entre 16,5% e 14,8% de ganhos. Nos últimos 5 anos o NB PPR do novo banco conseguiu 6% em média.

O Fundo de Poupança reforma (PPR) Bankinter 75 PPR Classe B, gerido e comercializado pelo Bankinter, obteve o 1º lugar do ranking da APFIPP- Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, com uma rentabilidade anual de 16,5% em 2019. O fundo tem uma carteira de investimentos de 29,9 milhões de euros.

Nos lugares imediatos neste ranking ficaram, com 15,8%, o BPI Reforma Valorização , gerido pela BPI Gestão de Activos, que tem investido 119,3 milhões de euros. De novo o Bankinter com o fundo 75 PPR Classe A ficou em 3º lugar com 15,5%, e em quarto, com 15% de rendibilidade em 2019, o Optimize Capital Reforma PPR Agressivo. Em quinto lugar deste ranking surgiu o BBVA Estratégia Investimento PPR, gerido pela BBVA Fundos.

Num horizonte de 5 anos, medindo a rentabilidade média anual de 2015 a 2019, o NB PPR, gerido pela GNB, obteve 6% e detinha 46 milhões de euros em carteira no último dia do ano passado. Dois PPR da Optimize surgem em 2º e 3º lugar nesta análise de rentabilidade média a 5 anos, o Optimize Capital Reforma Activo com 3,4% e, da mesma família, o Moderado com 2,7%, ambos geridos pela Optimize Capital Partners. Nos quarto e quinto lugares desta classificação surge o PPR SGF Poupança Dinâmica e o PPR BIG Taxa Plus, ambos com 2,6% de rendibilidade anual entre 2015 e 2019.

Este ranking da APFIPP também indica os valores geridos por cada fundo sendo o BPI Reforma Valorização o mais volumoso com 119,3 milhões de euros geridos, seguido pelo PPR Big Taxa Plus com 75,6 milhões de euros e o NB PPR com 46 milhões.

Para comparar a rentabilidade dos fundos também deve ser, por lei comunitária, considerado um risco semelhante entre os fundos comparados e a APFIPP utiliza as normas da UE que classifica os fundos entre o nível de risco 1, o mais baixo, e o nível de risco 7, o mais elevado. Todos os fundos mencionados no top 5 de 2019 e no top 5 de 2015-2019 são de risco 4, exceto o Optimize Capital Reforma Moderado que é de risco 3.

O cálculo do risco é realizado considerando em conjunto o risco de mercado, analisando o histórico a 5 anos e o risco de crédito, a capacidade de os emitentes de pagarem as suas responsabilidades aos investidores.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PPR do Bankinter foi o mais rentável em 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião