Manchester City banido da Liga dos Campeões por dois anos

  • ECO
  • 14 Fevereiro 2020

Clube inglês foi considerado culpado de violar fair-play financeiro no caso Football Leaks. Além de ser banido, a partir da próxima temporada desportiva, será multado em 30 milhões de euros.

O Manchester City foi banido da Liga dos Campeões, por duas temporadas, pela UEFA e multado em 30 milhões de euros. O clube foi considerado culpado de violar regras de fair-play financeiro entre 2012 e 2016, no seguimento do caso Football Leaks. A decisão foi conhecida esta sexta-feira, segundo noticia o The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

O Organismo de Controle Financeiro de Clubes (CFCB, na sigla em inglês) da UEFA tomou, esta sexta-feira, a decisão final no caso, tendo concluído que o Manchester City cometeu “violações graves” dos Regulamentos de Licenciamento de Clube e Fair Play da UEFA. O clube terá inflacionado artificialmente as receitas de patrocínios nas contas, ao longo de cinco anos.

“A Câmara Adjudicatória impôs medidas disciplinares ao Manchester City Football Club, determinando que seja excluído da participação nas competições da UEFA nas próximas duas temporadas (ou seja, nas temporadas 2020/21 e 2021/22) e que pague uma multa de 30 milhões de euros”, refere a decisão comunicada pela UEFA.

O clube reagiu dizendo não estar surpreendido. “O Manchester City está desapontado, mas não surpreso com a decisão da Câmara Adjudicatória da UEFA”, afirmou, em comunicado, acrescentando que irá “dar início aos procedimentos necessários junto do Tribunal de Arbitragem do Desporto o mais rapidamente possível”.

(Notícia atualizada às 19h00)

Comentários ({{ total }})

Manchester City banido da Liga dos Campeões por dois anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião