Suspeitas de branqueamento de capitais congelam mais de 2,5 mil milhões de euros

  • ECO
  • 16 Fevereiro 2020

O número de operações bancárias suspensas mais do que triplicou em 2019 face ao ano anterior. Na origem da suspensão estiveram suspeitas de branqueamento de capitais ou de financiamento de terrorismo.

Suspeitas de branqueamento de capitais ou de financiamento de terrorismo levaram a Justiça portuguesa a ordenar o congelamento de mais de 2,5 mil milhões de euros no ano passado, adianta o Público (acesso pago). O número de operações bancárias suspensas mais do que triplicou em relação a 2018.

Enquanto em 2018 foram suspensas 143 operações bancárias, até 31 de outubro do ano passado já tinham sido suspensas 518. O valor das transações também atingiu maiores dimensões, sendo que o montante das operações suspensas em dólares ultrapassou o valor congelado em euros, em 2019.

As transações suspensas no ano passado atingiram o valor global de mais de dois mil milhões de dólares (cerca de 1,8 mil milhões de euros), ao que acrescem pelo menos 751 milhões em euros. Para além do aumento dos montantes congelados, também cresceram as comunicações de operações suspeitas que têm de ser transmitidas à Unidade de Informação Financeira da Polícia Judiciária e ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Suspeitas de branqueamento de capitais congelam mais de 2,5 mil milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião