Energia verde ‘made in’ Coimbra para todo o país. SunEnergy já instalou mais de 35 mil painéis solares

Empresa de energias renováveis instalou mais de dez mil painéis de norte a sul em 2019. Permitiram uma poupança superior a 500 mil euros e evitaram a emissão de sete mil toneladas de CO2.

A PME portuguesa SunEnergy bateu recordes e instalou no ano passado mais de dez mil painéis solares, o que equivale a cerca de um terço do total das instalações em 10 anos, e a 3.000 quilowatts (3 MW) de potência instalada. Todos os sistemas instalados do norte ao sul do país, ao longo de 2019, permitiram aos clientes da empresa poupanças anuais superiores a meio milhão de euros e evitaram a emissão de sete mil toneladas de CO2.

Numa década de vida, a Sunenergy já totaliza 35,000 painéis solares instalados com 10MW de potência instalada, que por ano evitaram mais de 7200 toneladas de CO2.

Também em 2019, a empresa especialista em soluções de produção de energia elétrica a partir do sol duplicou a sua faturação, tendo alcançado um volume de negócios de 3 milhões de euros.

Grupo Rodi, Logoplaste, Bacalhôa Vinhos de Portugal, Armazéns Reis, Gráfica Ideal, Adega de Monção, são alguns das dezenas de clientes da empresa. Raul Santos, diretor geral da SunEnergy, explica que estes dez mil painéis são “suficientes para abastecer cerca de mil casas anualmente em Portugal”.

A empresa de energias renováveis com sede em Coimbra está neste momento a instalar 2.000 painéis de energia solar numa unidade industrial da Logoplaste, na Mealhada, e estão a ser instalados mais 2.000 painéis no grupo Rodi, em Aveiro. Raul Santos explica que na empresa Gráfica Ideal, em Águeda, foram instalados, o ano passado, 1.744 painéis solares, na empresa de vinho Bacalhôa, em Azeitão, mais 1.100 painéis, e no Armazém Reis outros 345 painéis solares fotovoltaicos, entre muitos outras empresas.

Há uma preocupação crescente por parte dos decisores em relação a esta problemática das alterações climáticas.

Raul Santos

Diretor geral da SunEnergy

“Temos em carteira outros projetos para executar, acreditamos que durante este ano vamos continuar a executar projetos desta dimensão e até superiores“, refere Raul Santos, diretor geral da SunEnergy.

As perspetivas para 2020 são positivas. Prevemos um incremento de atividade, não só ao nível dos clientes empresariais, como também nos particulares e, sobretudo no mercado mais citadino, com a publicação recente do novo enquadramento legal, o Decreto-Lei 162/2019 que vem permitir o autoconsumo coletivo e as comunidades de energia renovável”, acrescenta o responsável da SunEnergy. “Com a alteração legislativa de 2014, começou a ser possível fazer autoconsumo e os clientes particulares e empresariais já produzem pelo menos parte da energia de que necessitam para a sua atividade” conclui.

90% destes dez mil painéis instalados em 2019 estão localizados de norte a sul do país, na zona litoral, a cerca de 70 a 80 quilómetros da faixa costeira. A SunEnergy tem uma forte presença no distrito de Aveiro, Coimbra e Leiria. É o setor industrial que mais adjudica este tipo de soluções mais amigas do ambiente. “A indústria que é normalmente grande consumidora de energia elétrica em particular, está muito sensível a este tipo de investimentos”, explica Raul Santos.

“As empresas industriais e o turismo são os setores mais relevantes para nós (…) são setores que têm estado muito presentes e que têm procurado bastante os nossos serviços. Também é uma forma de mostrar aos seus clientes que têm feito investimentos nesta área de forma a garantir a sustentabilidade e ajudar no combate às alterações climáticas”, refere o diretor geral da SunEnergy.

Empresas portuguesas estão mais amigas do ambiente

Para o diretor geral da SunEnergy, as empresas estão mais sensíveis a esta causa e estão a apostar em energias verdes. “Existe uma preocupação crescente por parte dos decisores em encontrar soluções mais ecofriendly”, refere. Raul Santos, destaca que as motivações são sobretudo duas: “a poupança e uma maior preocupação por parte dos gestores no sentido de reduzirem a sua pegada ecológica e darem um contribuído para a sustentabilidade de forma a ajudar no combate às alterações climáticas”, refere.

Explica ainda que “há uns anos a principal motivação dos decisores prendia-se com a questão da poupança, atualmente a questão da sustentabilidade e do combate às alterações climáticas já está praticamente ao mesmo nível da questão da poupança, explica Raul Santos.

A empresa, que conta com um volume de negócios superior a três milhões de euros e que está a comemorar dez anos de atividade, tem planos de expansão. Raul Santos adiantou à Capital Verde do ECO que este ano está prevista a abertura de pelo menos duas delegações de forma a estarem mais “próximos dos clientes”.

A SunEnergy conta com nove franchisados de norte a sul de Portugal, que empregam mais de 50 pessoas, sendo que em breve irá anunciar a décima unidade.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Energia verde ‘made in’ Coimbra para todo o país. SunEnergy já instalou mais de 35 mil painéis solares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião