Banco CTT vai começar a cobrar anuidades nos cartões

  • ECO
  • 26 Fevereiro 2020

O novo preçário entrou em vigor esta segunda-feira e anuncia algumas mudanças. A emissão de cartões de débito passa a custar 15 euros, mas há quem beneficie de isenções.

Conhecido por não cobrar anuidades, o Banco CTT tem um novo preçário que anuncia algumas mudanças, nomeadamente o pagamento de certos serviços na utilização de cartões multibanco. “O Banco CTT confirma que o cartão de débito, um bem físico expedido para todos os clientes, terá uma anuidade de 15 euros associada. No entanto, estarão isentos os clientes com utilização regular do cartão de débito Banco CTT ou clientes com menos de 25 anos de idade”, diz fonte oficial do banco dos CTT ao ECO.

O novo preçário entrou em vigor esta segunda-feira, revelou o Jornal Económico, e dita que a emissão de cartões de débito terá um preço de 15 euros, custando o cartão multibanco provisório cinco euros. A estes valores acresce ainda o montante do imposto de selo (4%).

O Banco CTT, liderado por Luís Pereira Coutinho, garante que não quer mudar a estratégia de banco com as comissões mais baixas do mercado, mas considera que há um objetivo de segmentação de clientes, com o objetivo de incentivar uma utilização “regular” de cartões de débito. Penalizando aqueles que utilizam os cartões apenas para levantamentos e consultas de saldo. “O Banco CTT quer continuar a ser um dos bancos mais competitivos do mercado pelo que mantém-se sem comissão no serviço MBway, sem comissão de manutenção, sem custos nas transferências nos canais digitais e sem comissão no cartão de crédito Banco CTT”, diz a mesma fonte.

No que diz respeito aos levantamentos ao balcão, o cliente passa a pagar 4,50 euros a partir do segundo levantamento bancário, ao qual se soma também os 4% do imposto de selo. Já um depósito igual ou superior a 100 moedas passa agora a ter um custo de cinco euros. O preçário deixa claro, por outro lado, que apenas as contas de serviços mínimos bancários tem isenção de pagamento das comissões.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Banco CTT vai começar a cobrar anuidades nos cartões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião