Site da DGS falha com aumento da procura por informação sobre o coronavírus

Os acessos ao site da Direção-Geral da Saúde estão intermitentes em plena epidemia do coronavírus. A entidade confirma o elevado fluxo de tráfego e diz que está a tentar "minimizar" o problema.

O site da Direção-Geral da Saúde (DGS) está a registar falhas de acesso, em plena epidemia do coronavírus e no dia em que a entidade recomendou às empresas portuguesas que se prepararem para o alastrar do surto na Europa. Ao ECO, a entidade confirma a informação e diz estar a tentar “minimizar” o problema.

Pelas 11h50 desta quinta-feira, o acesso à página da DGS estava intermitente, apresentando grande lentidão ou uma mensagem de erro no browser. São indícios de que o elevado fluxo de tráfego está a gerar complicações na plataforma informática desta entidade pública, perante o súbito interesse da população em consultar mais informação sobre o vírus.

Contactada, a DGS confirmou a existência de um elevado fluxo de tráfego: “É verdade. Há muito tráfego em cima do site. Estamos a tentar minimizar o problema”, disse fonte oficial.

Mensagem de erro do Google Chrome após tentativa de acesso ao site da DGS, esta quinta-feira de manhã.

As falhas no acesso foram verificada pelo ECO em vários computadores, smartphones e em diferentes ligações à internet, bem como através da ferramenta “DownForEveryoneOrJustMe”, um aplicativo que permite verificar se um site está offline para toda a gente ou só para quem está a tentar aceder. “Não é só consigo. Dgs.pt está offline, concluiu o aplicativo, referindo-se ao site da DGS.

O site da DGS está “offline”, concluiu um aplicativo independente que permite verificar a acessibilidade dos sites.

Estes problemas no site da DGS registam-se num dia marcado pelo alastrar da epidemia do coronavírus fora da China, havendo casos confirmados em 46 países, para além do território chinês. A principal preocupação é a região norte de Itália, onde se localizam mais de 450 casos confirmados de infeção.

Assim, esta quinta-feira, perante a possibilidade de o vírus chegar a território português, a DGS emitiu uma série de recomendações às empresas, para que se preparem para essa eventualidade. Entre elas, a DGS considera que as empresas portuguesas devem “ponderar o reforço das infraestruturas tecnológicas de comunicação e informação”, de forma a viabilizar o trabalho remoto e evitar que os trabalhadores se desloquem às instalações.

Esta é a segunda vez esta semana que uma plataforma pública na internet apresenta dificuldades de acesso perante um anormal fluxo de acessos. Aconteceu na terça-feira com o Portal das Finanças, o último dia oficial para validar faturas para o IRS, o que forçou o Governo a dar mais um dia para os contribuintes poderem validar as faturas e aproveitarem as deduções ao imposto.

(Notícia atualizada às 12h52 com confirmação da DGS)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Site da DGS falha com aumento da procura por informação sobre o coronavírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião