Biden dá recuperação a Wall Street. Dispara mais de 4%

A liderança de Joe Biden na corrida às primárias democratas nos Estados Unidos está a ser vista com bons olhos e levou as principais praças a recuperarem.

A Super Tuesday está a ser usada pelos investidores para recuperarem das perdas dos últimos dias em Wall Street. A liderança de Joe Biden na corrida às primárias democratas nos Estados Unidos, que indica que poderá ser o ex-vice-presidente de Barack Obama o concorrer contra Donald Trump nas presidenciais, está a ser vista com bons olhos e levou as principais praças a recuperarem.

O índice industrial Dow Jones ganhou 4,52% para 27.089,67 pontos, o financeiro S&P 500 avançou 4,22% para 3.130,09 pontos e o tecnológico Nasdaq subiu 3,85% para 9.018,09 pontos. Os três índices tinham registado perdas de 3% na última sessão.

A negociação em Wall Street tem sido volátil devido ao coronavírus, que levou esta terça-feira a Reserva Federal a um corte de emergência nas taxas de referência dos EUA, em 50 pontos base, para um intervalo entre 1% e 1,25%, deixando a porta aberta a novos cortes como forma de combater o impacto económico do surto.

A medida, que tinha como objetivo estimular, acabou por ser encarada com dramatismo e levou a um tombo nas bolsas. “Hoje, claramente houve um impulso Biden e talvez um pouco a oportunidade de recuperar dado o que aconteceu ontem“, disse said Chuck Carlson, CEO da Horizon Investment Services, à Reuters.

Bernie Sanders ganhou no estado da Califórnia, mas é Biden que continua à frentenestas primárias democratas nos Estados Unidos em pelo menos oito estados: Alabama, Oklahoma, Tennessee, Virgínia, Carolina do Sul North, Arkansas, Minnesota e Massachusetts. Devido à derrota, Michael Bloomberg acabou por desistir da corrida, dando apoio a Biden.

Os oito estados que Biden ganhou distribuíram um total de 559 delegados que votarão para eleger o candidato do partido da Casa Branca para as eleições de 3 de novembro na convenção democrata, enquanto os quatro de Sanders – Califórnia, Colorado, Utah e Vermont, representam 527 delegados.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Biden dá recuperação a Wall Street. Dispara mais de 4%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião