Depois da Fed, banco central do Canadá corta taxa de juro pela primeira vez desde 2015

  • Lusa
  • 4 Março 2020

Apesar da economia do Canadá evoluir favoravelmente, "o vírus Covid-19 constitui um substancial choque negativo para as perspetivas canadianas e mundiais", considera o banco central.

O Banco do Canadá anunciou esta quarta-feira uma descida de 50 pontos base na taxa de juro diretora, justificando a medida com o “substancial choque negativo” do novo coronavírus nas perspetivas económicas canadianas e mundiais. Desde 2015, esta é a primeira descida da taxa de juro do banco central canadiano, que passa de 1,75% para 1,25%.

Na terça-feira, o banco central norte-americano anunciou uma descida surpresa também de 50 pontos base na taxa dos fundos federais, para impulsionar a economia, numa altura em que aumentam em todo o mundo os casos de infetados com coronavírus.

Apesar da economia do Canadá evoluir favoravelmente e de a inflação estar próximo da meta fixada, “o vírus Covid-19 constitui um substancial choque negativo para as perspetivas canadianas e mundiais e as autoridades monetárias e orçamentais reagem“, indicou o banco central em comunicado.

O Banco do Canadá tem deixado a sua principal taxa de juro inalterada desde outubro de 2018, tendo o país uma inflação estável de cerca de 2% e estando perto de uma situação de pleno emprego. O último corte da taxa diretora ocorreu em julho de 2015 (25 pontos base) e a última descida de 50 pontos base remonta a 2009.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Depois da Fed, banco central do Canadá corta taxa de juro pela primeira vez desde 2015

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião