Revista de imprensa internacional

OMS alerta para a escassez global e a falta de equipamentos de proteção para combater a propagação do coronavírus. Em Espanha, as reservas de viagens já sofreram uma queda de 20%.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta para a escassez global e a falta de equipamentos de proteção para combater a propagação do coronavírus que já matou mais de três mil pessoas em mais de 70 países. Em Espanha as reservas de viagens caem 20% em relação ao período homólogo, não escapando ao contágio deste novo vírus. Nas empresas o destaque vai para a Huawei que encontrou numa vila suíça rodeada de vacas o local ideal para testar a rede 5G. Veja estas e outras notícias que marcam a atualidade internacional.

Reuters

OMS alerta para escassez global de equipamentos médicos para combater coronavírus

A OMS alertou na terça-feira para a escassez global e falta de equipamentos de proteção para combater o coronavírus. À medida que aumenta o número de mortos e infetados, a organização pediu às empresas e aos governos para aumentar a produção equipamentos em 40% de forma a ajudar a combater a propagação do vírus. A Food and Drug Administration (FDA), agência do departamento de Saúde norte-americano, anunciou a semana passada que já existe um medicamento em falta após a produção deste farmacêutico ter parado devido ao surto do coronavírus.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês).

Spain News

Espanha: Reservas de viagens caem 20% devido ao surto do coronavírus

Hotéis e agências de viagens espanholas estão preocupadas face aos primeiros sinais de desaceleração no setor do turismo causados pelo coronavírus. Fontes da indústria do setor do turismo explicam ao jornal espanhol que na semana passada as reservas caíram 20% em comparação ao período homologo.

Leia a notícia completa no Spain News (acesso livre, conteúdo em espanhol).

Expansión

Roblox Revolution: o jogo online que vale mais de 3,5 milhões de euros

Depois do sucesso de Minecraft e do Fortnite, agora é a vez do Roblox Revolution. É o terceiro jogo online mais jogado nos EUA, ao contar com mais de 115 milhões de utilizadores mensais, superando o Minecraft. A empresa americana acaba de fechar uma ronda de investimento, de 135 milhões de euros, liderada por Andreessen Horowitz, conhecido por investir em grandes empresas como o Facebook, Altos Ventures e Tiger Global Management. Com esta injeção, a empresa passa a estar avaliada em 3,5 milhões de euros.

Leia a notícia completa no Expansión (acesso livre, conteúdo em espanhol).

The Guardian

Mais 31.000 pessoas juntam-se à elite ultra rica

O número de indivíduos com património líquido ultra-alto (UHNWIs), ou seja, com ativos de mais de 30 milhões de dólares (26,91 milhões de euros), aumentou 6% o ano passado para 513.244, de acordo com um relatório dos consultores imobiliários Knight Frank. Os EUA aparecem no topo, seguido da China, Alemanha, França e Japão. A previsão é que a população ultra-rica aumente cerca de 27% até 2024.

Leia a notícia completa na The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês).

Bloomberg

Huawei encontra paraíso 5G na Suíça, bem longe de Trump e rodeado de vacas

A Huawei está a testar a rede sem fios 5G bem longe da mira de Trump. A multinacional chinesa escolheu a Suíça, mais concretamente a pacata vila de Taenikon. O mais curioso é que os habitantes mais comuns nesta vila são vacas, que em vez dos tradicionais sinos, usam uma espécie de faixas no pescoço da Huawei 5G.

Leia a notícia completa no Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês).

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião