Altice Portugal já sente “algum impacto” do coronavírus na cadeia de fornecedores

A Altice Portugal já sente "algum impacto" da epidemia do vírus na sua cadeia de abastecedores. A manter-se o surto, Alexandre Fonseca avisa para "escassez" de materiais dentro de "um par de semanas".

O coronavírus começa a ter “algum impacto” na cadeia de abastecimento da Altice Portugal, disse o presidente executivo da empresa, Alexandre Fonseca. O grupo já ativou um plano de contingência para a epidemia, numa altura em que surgem os primeiros casos de infeção deste novo vírus em Portugal.

“Ninguém estava à espera, há seis meses, que houvesse um coronavírus”. Mas a epidemia apareceu e, admite Alexandre Fonseca, começa a ter “algum impacto”, porém, ainda não significativo.

“Já começa a haver sinais de que as cadeias de abastecimento começam a sentir algum impacto. Começamos a ver pequenos impactos na cadeia que nos fazem acreditar que, daqui a um par de semanas, pode começar a haver material com escassez”, considerou, num encontro com jornalistas em Aveiro.

Este coronavírus teve origem na China e já infetou dezenas de milhares de pessoas em todo o mundo, matando mais de 3.000. O surto ameaça romper com as cadeias de fornecedores, sobretudo as que tenham raízes na China. Esta quarta-feira, as autoridades portuguesas confirmaram o sexto caso de infeção no país.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Altice Portugal já sente “algum impacto” do coronavírus na cadeia de fornecedores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião